Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Márquez lamenta incidente e exalta Rossi

22 de Abril, 2015

Márquez lamenta incidente e exalta Rossi

Fotografia: AFP

Marc Márquez batia-se para a vitória numa disputa belíssima com Valentino Rossi a três voltas do fim do GP da Argentina, de domingo (19), mas acabou sem sequer terminar a prova. Um toque entre os dois acabou por  mandar o espanhol para fora da prova sul-americana.

Marc Márquez liderava o GP da Argentina, até três voltas do fim. No entanto, a disputa com Valentino Rossi pela primeira posição terminou com Márquez no chão e Rossi a encaminhar para a vitória. No final, o espanhol saiu de Termas do Río Hondo sem pontos.

 Márquez explicou, que a diferença de estratégia, fez com que Valentino fosse mais rápido no trecho final da corrida e que já esperava por isso, ele resguardou os pneus para a batalha. Conseguiu, engalfinhou-se com o italiano, mas não  levou a melhor.

 “É uma pena o que aconteceu, porque estávamos a ter uma boa corrida. Foi interessante, porque as nossas escolhas de pneus foram diferentes das do Valentino por eu ter sentido que não éramos tão fortes com os compostos mais duros. A estratégia funcionou bem para nós. É uma pena o que houve nas duas últimas voltas”, disse.

“Quando eu vi que ele estava a aproximar-se de mim, decidi poupar os pneus um pouco. Nas voltas finais, voltei a andar abaixo de 1min39s para testar se os pneus ainda estavam em boas condições e sabíamos que iríamos lutar até o final. Quando ele me alcançou, disputámos por algumas curvas e infelizmente nos tocamos e eu caí", explicou.

Mas Márquez, como esperado, não reclamou, pelo contrário, lembrou que Vale é  o seu ídolo e disse que estava a aprender um pouco mais com ele.
“Sempre disse que ele é o meu ídolo e a minha referência, então você sempre aprende coisas com ele. Agora, temos de pensar em Jerez e começar a recuperar pontos”, encerrou o bicampeão. Como disse Marc a MotoGP vai ser em Jerez a 3 de Maio.


 Bélgica
Manor Marussia
promete estrear carro ‏


O chefe da Manor Marussia, John Booth, disse que a equipa pretende ater-se ao plano traçado no início da temporada, que é de terminar o  carro de 2015 durante a pausa do verão, para apresentar o modelo em Agosto, no GP da Bélgica. Além disso, Booth disse que a Manor Marussia vive um bom momento financeiro em termos de segurança.

Pela segunda corrida consecutiva, no GP do Bahrein de domingo (19), a Manor Marussia conseguiu fazer que os seus dois carros chegassem à final da prova. É uma das pequenas vitórias com que  pode deliciar-se ao voltar em 2015. Mas, segundo o chefe da equipa, John Booth, uma vitória maior pode vir em Agosto, na Bélgica, quando o modelo 2015 da Manor for apresentado.

 De acordo com Booth, a expectativa na equipa é conseguir terminar o projecto na meta que sempre foi traçado: a pausa do verão europeu. Ou seja, a Manor Marussia faz o GP da Hungria com os carros adaptados de 2014, volta, para o GP da Bélgica com o de 2015.

 "Já tínhamos conseguido terminar a corrida com os dois carros na China, o que foi um passo em frente importante. Andamos como planeado em cada sessão. Operacionalmente, estamos a  trabalhar como no ano passado. Então, esse passo foi alcançado”, disse.