Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Marquez manteve domínio

08 de Fevereiro, 2014

Espanhol Marquez em evidência nos treinos na Malásia pode revalidar título de Mundial de MotoGP

Fotografia: AFP

Os  três dias de testes da MotoGP em 2014 deram indícios de que a temporada pode ter um novo domínio do jovem Marc Márquez.

 O espanhol, prestes a completar 21 anos  tornou-se  o campeão mais jovem da categoria no ano passado, liderou quinta-feira o terceiro e último dia de treinos em Sepang, na Malásia. O piloto da Honda já havia sido o mais veloz nos dois primeiros testes.

Márquez finalizou a sequência de experiência na pista da Malásia com chave de ouro. O espanhol marcou 1m59s533, o que é o melhor tempo da pista, superou  em 0s074 a marca que era de Casey Stoner desde 2012.

O dia também ficou marcado por um bom rendimento das motos Yamaha. O italiano Valentino Rossi fez 1min59s727 e o espanhol Jorge Lorenzo anotou 1m59s866. Além disso, o piloto da equipa Forward Aleix Espargaró conseguiu uma quarta posição no treino, com 1m59s998, mesmo a  pilotar  uma Yamaha com electrónica padrão.

O companheiro de Márquez na Honda, Dani Pedrosa foi o sexto, com 2m00s223.

Já a Suzuki, equipa que trabalha no desenvolvimento da moto para 2015, registou o tempo  com dois pilotos na quinta-feira: Randy de Puniet foi o 17º, com 2m02s486, e Nobuatsu Aoki, que foi o 26º de 27 pilotos, com 2m05s686.

LORENZO
A Honda e a Yamaha foram as equipes mais velozes no primeiro dia de treinos da MotoGP em 2014. Mas, após a primeira sessão de actividades, o espanhol Jorge Lorenzo logo  demonstrou que a adaptação às alterações do regulamento para a temporada não deve ser simples.

A principal mudança citada por Lorenzo foi a da capacidade de combustível nas motos. As equipas que desenvolverem as suas próprias injecções eletrónicas vão ter direito a apenas 20 litros de combustível no tanque, ao invés dos 21 litros de 2013. Por outro lado, quem optar pela injecção padrão da categoria, pode usar 24 litros no tanque.

Ainda sobre o novo regulamento, as equipas que adoptarem a injecção padrão, podem utilizar 12 motores ao longo da temporada, enquanto as que desenvolverem as suas próprias (caso da Yamaha), têm  direito a cinco motores.

“A nova regra dos 20 litros tornou a nossa vida mais difícil. Tivemos que mudar muita coisa na parte electrónica. A moto mudou muito em comparação com o último ano e não anda exactamente como eu queria”,  disse Lorenzo de 26 anos e bicampeão da MotoGP (2010 e 2012).
A primeira etapa do Mundial de MotoGP deve ser no Qatar, no dia 23 de Março.