Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Massa mais aliviado na Williams

17 de Fevereiro, 2015

Felipe Massa respira aliviado na Williams. Após oito temporadas na Ferrari (2006 a 2013), o piloto brasileiro foi contratado pela equipa de Grove e  já sentiu grande diferença no sistema de trabalho. O vice-campeão do Mundo de 2008, revelou ao jornal espanhol "El Confidencial" que a "vida na Williams é mais calma" e que "apenas importa correr. As outras coisas, nem tanto".

Em 2014, Massa participou do começo de uma "nova era" na Williams. A equipa inglesa, após muitos anos com o papel de coadjuvante na categoria, voltou a receber altos investimentos e montou um carro competitivo para a temporada. No fim, Felipe e Valtteri Bottas levaram a equipa ao terceiro lugar do Mundial de Construtores, atrás da Mercedes e Red Bull e à frente da Ferrari.

Para Massa, o ambiente tranquilo na equipa de Grove favorece o trabalho realizado fora e dentro das pistas: "A vida na Williams é mais calma, com certeza. É preciso trabalhar tão duro quanto na Ferrari, mas as coisas são mais simples. Apenas interessa correr. As outras coisas, nem tanto. Então temos a  mente voltada unicamente para fazer o carro melhorar, em correr".

O piloto brasileiro disse que factores externos aumentam a pressão na Ferrari, diferentemente do que ocorre na Williams: "A Ferrari é fantástica, forte, óptima, linda, mas com muita pressão e muitas coisas que não são importantes, que vêm tudo junto de uma vez. Aqui na Williams, a única coisa que importa é o trabalho".

No fim de 2013, Massa foi preterido pelo finlandês Kimi Raikkonen, que vinha de duas boas temporadas pela Lotus. No entanto, o plano da escuderia vermelha de trazer alguém para equilibrar as acções com Fernando Alonso não deu certo. O "Homem de Gelo" não se mostrou tão frio assim e foi embora em 2014.

"Acho que o meu maior problema (na Ferrari) foi o lado mental. Sofri muito por algum tempo, mas as coisas foram melhorando. Eu evoluí e as pessoas viram que Kimi teve mais dificuldades que eu. Então talvez eles tenham encontrado alguém que tenha sofrido ainda mais", analisou o brasileiro, que hoje veste o macacão azul e branco da Williams.

Felipe Massa faz a sua segunda temporada pela equipa britânica. Após ser o sétimo colocado em 2014, a missão deste ano vai ser incomodar ainda mais a Mercedes e a Red Bull, ainda favoritas. O primeiro grande teste é no GP da Austrália, de 13 a 15 de Março. Antes, porém, o piloto vai guiar o FW37 nos treinos colectivos válidos para a pré-temporada, em Barcelona, de 19 a 23 de Fevereiro e de 26 a 1 de Março. A primeira sessão ocorreu no início do mês, em Jerez de la Frontera, também em Espanha.