Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Massa optimista na williams

08 de Março, 2014

Felipe Massa (à esquerda) em destaque nos últimos testes de pré-temporada

Fotografia: Reuters

O brasileiro Felipe Massa não escondeu a  satisfação  do óptimo desempenho da Williams, com a qual conseguiu o melhor tempo, da última semana de testes de pré-temporada da Fórmula 1. Recém-contratado pela equipa britânica depois de oito épocas na Ferrari, o paulistano esbanjou confiança, antes da estreia oficial com o novo carro no Grande Prémio da Austrália, marcado para o dia 16 de Março.

 “Estou muito feliz com o trabalho realizado até agora”, declarou Massa na quinta-feira. “Estou 100 por cento motivado,  e ansioso para fazer uma boa temporada”, acrescentou o piloto de 32 anos. “Tudo o que eu vi dentro da equipa, a forma como as pessoas trabalham, a motivação, o desenvolvimento do carro,  e o dia-a-dia da fábrica, são coisas realmente positivas”, afirmou o brasileiro, que terminou a última temporada na oitava posição do Mundial de pilotos.

A equipa britânica espera tirar proveito da mudança de regras da modalidade,  para deixar para trás os péssimos resultados do ano passado, quando ficou na nona posição, em  superou apenas as modestas Marussia e Caterham. “A época  de 2014 vai ser fascinante, porque mudanças tão importantes no regulamento,  mudam o panorama do ‘grid’ e criam oportunidades para algumas equipas  dar um salto de qualidade”, disse por sua vez o dono da equipa, Franck Williams

O britânico, chefe e fundador da equipa defendida por Felipe Massa, elogiou o brasileiro, em entrevista publicada pelo site oficial da equipa, na quinta-feira..”O Felipe,  é um dos principais talentos da última década. Tem boa cabeça e muita experiência,  tanto em termos de desenvolver o carro, quanto de  tirar o máximo dele, durante um final de semana de prova. Ainda tem muita fome,  e a sua paixão por correr  impressionou-me,  quando negociamos no ano passado”, afirmou.

Depois de dividir a garagem com o espanhol Fernando Alonso nas últimas temporadas, Massa, 32 anos, passa a ter como companheiro o finlandês Valtteri Bottas, 24, que estreou na Fórmula 1 como piloto titular em 2013. Para Frank Williams, a combinação entre os dois é ideal.

“Ele é um típico finlandês: frio sob pressão e com um dom natural para guiar. Infelizmente, no ano passado não conseguimos oferecer o tipo de carro em que pudesse mostrar o seu verdadeiro potencial. Acho, que os nossos pilotos  complementam-se  muito bem”, afirmou.

Numa época catastrófica em 2013, a Williams superou apenas as nanicas Caterham e Marussia no Mundial de Construtores. Nos testes de pré-temporada, de forma surpreendente, a equipa conseguiu marcas expressivas, o que não é suficiente para empolgar o experiente director.

“É sempre perigoso fazer previsões para a época baseadas em testes. O que eu sei é que, apesar de alguns problemas iniciais inevitáveis, o FW36 foi confiável e acumulou um bom número de voltas. As mudanças no regulamento obrigaram as equipas a dar um passo rumo ao desconhecido neste ano”, declarou.

Embora fale com cautela sobre as perspectivas da equipe para o próximo campeonato, Frank Williams acredita na possibilidade de alcançar bons resultados. A primeira corrida da temporada, o Grande Prémio da Austrália, está marcado para o dia 16 de Março.

“Uma equipa com a nossa história, nossa estrutura e o nosso pessoal deve estar na luta pelo topo do ‘grid’. As mudanças no regulamento de alguma forma redefiniram a situação e precisamos aproveitar essa oportunidade. Esperamos evoluir significativamente em relação ao ano passado e terminar na zona de pontuação regularmente”, declarou.


Breve
Williams tenta reviver glória do passado

A ex-campeã mundial de Fórmula 1, a Williams,  acredita, que o novo acordo de patrocínio com a marca italiana de bebidas Martini, vai ajudar a equipa  a voltar a ser competitiva,após péssima temporada em 2013.

A equipa vai correr sob o nome Williams Martini, e com um novo carro predominantemente branco,  com faixas em azul e vermelho, como parte de um novo acordo de longa duração. O patrocínio é mais uma boa notícia para a Williams , na tentativa de a equipa  voltar a estar entre as principais da Fórmula 1, após o bom desempenho do piloto brasileiro Felipe Massa nos testes da pré-temporada.