Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Massa regressa à Fórmula 1

18 de Janeiro, 2017

Massa comemorou por correr numa equipa que conhece muito bem

Fotografia: APF

Agora é oficial. Após rumores sobre uma possível volta de Felipe Massa à Fórmula 1, a Williams anunciou na segunda-feira, que fechou acordo com o brasileiro, por mais uma temporada. O piloto aposentou-se da categoria no final de 2016, porém, voltou atrás e vai continuar na equipa que defendeu desde 2014.

Na temporada 2017, Massa vai correr ao lado do canadiano Lance Stroll, de 18 anos, que vai fazer a estreia na F1. Assim, fica ainda mais forte a evidência de que o finlandês Valtteri Bottas se transfira para a Mercedes, para assumir o lugar deixado por Nico Rosberg que se aposentou cinco dias após à conquista do seu primeiro título mundial. A própria Williams comunicou que libertou Bottas para juntar-se à equipa alemã.

Felipe anunciou a aposentação da Fórmula 1, em Setembro, quando revelou que só ia correr até o fim da temporada de 2016. Desde então, diversas manifestações de agradecimento ao brasileiro foram realizadas, que teve como momento marcante a corrida do piloto em Interlagos, no que era o seu último GP do Brasil.

Porém, com o desejo da Mercedes de contar com Bottas, o facto de ficar sem um piloto experiente na grelha de 2017 pesou para a Williams. Stroll faz a  estreia na F1, e com diversas mudanças no regulamento, a equipa britânica gostava de contar com alguém que tivesse experiência na categoria. Assim, após muitas especulações, a Williams trabalhou para o regresso de Massa, por mais uma temporada, a quarta do brasileiro com a equipa.

Massa comemorou a oportunidade de correr neste ano, ainda mais, numa equipa que conhece tão bem. Além disso, desejou sucessos ao seu ex-companheiro Bottas, na Mercedes, e indicou que a equipa alemã já está certa com o finlandês. “Primeiramente, estou muito feliz de ter a oportunidade de voltar à Williams. Eu sempre pretendi correr em algum lugar, em 2017, mas a Williams é uma equipa que está no meu coração, e eu tenho muito respeito por tudo que tenta conquistar.

Valtteri tem uma grande oportunidade, e eu desejo tudo de melhor a ele, na Mercedes”, disse o piloto. Quem também se mostrou satisfeita foi a chefe da equipa, Claire Williams. A dirigente não escondeu a animação da equipa, em contar com um piloto como Massa, para a sequência da Fórmula 1.

“Estou encantada porque Felipe concordou em deixar a aposentação, para fazer parte da  temporada de 2017. Massa sempre foi um membro muito querido da família Williams, e ter a oportunidade de trabalhar com ele, de novo,  é algo que todos esperamos. Ele é um grande trunfo para nós”, afirmou Claire.