Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Material desportivo retido no Porto de Luanda vai a leilo

Rosa Napoleo - 27 de Junho, 2019

Domingos Pascoal apela s entidades desportivas do pas no sentido de ajudarem no desalfandegamento

Fotografia: Edies Novembro

Os equipamentos desportivos oferecidos pela Federação Internacional de Esgrima (FIE), continuam retido no Porto de Luanda, dois anos depois de chegar ao país. A decisão das entidades portuárias preocupa a direcção da Federação Angolana da modalidade, que não encontra mecanismos e meios financeiros para o desalfandegamento.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, o presidente da Federação Angolana de Esgrima, Domingos Pascoal, lamenta a situação.
"Infelizmente, estamos nesse impasse. Beneficiámos do material doado pela FIE e estamos prestes a perdê-lo. Os juros sobem a cada dia e não temos meios financeiros para pagar. Trata-se de duas mercadorias avaliada em 10 mil dólares norte-americanos. De lembrar que o primeiro artigo já está alistado para o leilão", sublinhou.
Domingos Pascoal apela às entidades desportivas do país no sentido de ajudarem no desalfandegamento, pois se trata de materiais importantes para a impulso da modalidade.
"Não seria bom perder algo de valor que já nos foi dado. Estamos abertos a toda a ajuda. O material estava destinado à formação de formadores a ter lugar ainda este mês em Luanda. Tememos não ter o material para a aula prática no módulo técnico do curso", apelou.
Para o dirigente, o esgrima está a dar passos muito lentos, porque "falta de tudo um pouco".
"É difícil trabalhar assim. Temos muitos programas para a época, mas sem dinheiro não se concretizam. Hoje, só se fala de esgrima, porque temos atletas a actuar no exterior; são os que participam dos Campeonatos Africanos e dos Mundiais", esclareceu.
O também membro da solidariedade olímpica ressalta a importância de se dar uma maior atenção ao desporto por ser uma ferramenta que favorece a mudança de comportamento e a reintegração do homem na sociedade.

SELECÇÃO NACIONAL
Xavier e Adilson preparam presenças nos campeonatos Africano e Mundial  


Os atletas Francisco Xavier e Adilson António foram os indicados, para representarem o país nas provas do Campeonato Africano em Damar e no Campeonato Mundial da Hungria, a decorrer de 15 a 24 de Julho. Os dois atletas angolanos, que militam em Portugal, já representaram o país em provas mundiais e torneios satélites em Barcelona (Espanha) e Lowe Von Bonn (Alemanha).
O presidente da Federação Angolana de Esgrima, Domingos Pascoal, disse, em declarações ao Jornal dos Desportos, que os atletas possuem bastante experiência e estão habituados à alta competição.
"Podemos chegar a uma boa classificação, pois são atletas com rodagem competitiva. Daquilo que bebem dos seus clubes, conseguem fazer frente aos adversários. A preparação decorre nos seus clubes e partem de Portugal para o palco da competição", disse. 
O dirigente referiu que o facto dos atletas viverem fora do país facilita as coisas.
"Tendo em conta as condições precárias no nosso país, a presença deles em Portugal facilita os nossos objectivos. Precavemos apenas a viagem deles ao palco e a estadia", disse.
Adilson António representa a Academia João Gomes de Portugal e já esteve entre os oito primeiros lugares do ranking local. Foi o 10º classificado no Grande Prémio de seniores, num universo de 40 atletas. Em juniores, foi o quinto classificado entre 28 atletas. Em 2012, Adilson estreou-se no Campeonato Africano e depois participou dos Jogos Africanos de Brazzaville.
Francisco Manuel colecciona os títulos de vice-campeão português de seniores na especialidade de Floreto, terceiro classificado de cadetes na especialidade de Espada e vice-campeão em Floreto por equipas.