Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mayweather e Pacquiao já conhecem o cintutrão

23 de Abril, 2015

Mayweather e Pacquiao, estarão a superar todos os recordes.

Fotografia: AFP

O Conselho Mundial de Boxe (CMB) apresentou na terça-feira, na Cidade do México, o cinturão de 3.000 esmeraldas que vai entregar no dia 2 de Maio ao vencedor da aguardada luta entre o norte-americano Floyd Mayweather e o filipino Manny Pacquiao.

Há mais de dois meses os pugilistas e respectivas equipas promovem o combate, marcado para Las Vegas, palco das lutas memoráveis do boxe. A bolsa de aposta é estimada em USD 200 milhõe, sendo USD 120 milhões para Mayweather e USD 80 milhões para Pacquiao.

No evento de apresentação do cinturão, estiveram presentes o ex-campeão dos pesos pesados, também dos Estados Unidos, Larry Holmes, o campeão Adonis Stevenson e o ex-campeão mundial do peso mosca, o mexicano Humberto González, entre outras figuras conhecidas dos ringues.

Mayweather e Pacquiao “estarão a superar todos os recordes”, disse o presidente do CMB, Mauricio Sulaimán. “É a luta que todos nós estávamos à espera”. O dirigente ressaltou que a luta só vai ser possível porque os promotores, e todos os envolvidos, até a televisão,  juntaram-se e trabalharam lado a lado. Não havia outro caminho para isso.

O “Cinturão de Esmeraldas” é banhado em ouro e tem os rostos dos dois lutadores estampados nos seus medalhões. Há ainda a fisionomia de Muhammad Ali e do presidente da CMB, José Sulaimán, já morto. A peça é resultado do trabalho de artesãos mexicanos e seu valor está avaliado em um milhão de dólares.