Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

McLaren acredita em Jenson Button

23 de Maio, 2017

McLaren ainda destacou a competitividade

No dia 28 do mês em curso vai disputar-se o Grande Prémio de Mónaco, uma das principais provas do automobilismo mundial. Com Fernando Alonso fora da corrida, para disputar as 500 Milhas de Indianápolis, a McLaren recorreu a Jenson Button, ex-piloto da equipa e campeão mundial em 2009, e afirmou que o britânico não está desinteressado da prova.

Apesar das mudanças nos carros da última temporada, em relação à actual, Button optou por não testar a McLaren na pista, e concentra a sua preparação no uso de simulador, que causou  surpresa a muitos. Recentemente, Mark Webber, ex-piloto de F1, afirmou que Jenson não estava interessado no GP de Mónaco, o que foi afastado pelo director da McLaren, Jonathan Neale.

“Eu li, e vi notícias sobre isso, mas não concordo com elas. Certamente, Jenson está a preparar -se nos bastidores para a prova. Ele fez várias sessões no simulador, com esta pista, e está a familiarizar-se  com o carro, os pneus, os motores, o equilíbrio e os travões. A cabeça dele está na corrida, não tenho dúvida”, disse Neale ao site Motorsport.com.

O director da McLaren ainda destacou a competitividade de Button, que tenta conquistar um bom resultado no Principado. Neale também chamou a atenção da decisão da equipa de chamar um piloto experiente, e com bagagem para a corrida, o que é importante.
“Jenson é muito competitivo, seja corre, pedala, nada, em corridas de carro, ele sempre quer ser competitivo. Mónaco talvez seja um dos circuitos em que o piloto faça mais diferença. Ele sabe muito bem disso, tem  sucessos lá, e é um óptimo piloto. No Mónaco, tudo pode acontecer, mas tente colocar as chances ao seu favor, bem preparado e a colocar campeões mundiais no carro”, finalizou.

ALONSO RESSALTA
MELHORIAS DO CARRO

O piloto espanhol Fernando Alonso, que larga na quinta posição na 101ª edição das 500 Milhas de Indianápolis, disse no domingo estar satisfeito com a mudança de motor feita pela sua equipa, McLaren Andretti, mas reconheceu que faltam detalhes a melhorar.
\"Foi incrível o trabalho que a equipa fez em pouco tempo, mas acredito que ainda teremos de melhorar alguns aspectos do carro\", disse Alonso, ao encerrar a sua participação no treino de classificação, conhecido como \'Fast Nine\'.

Alonso conseguiu o melhor tempo, nos treinos da manhã, e fechou com uma velocidade média de 372,2 Km/h.
\"Foi um bom dia, senti -me bem nos treinos de classificação, e foi bem melhor que no primeiro dia\", afirmou o espanhol, bicampeão de Formula 1, que faz a sua estreia na Indy. Ele disse que estava confortável com a atmosfera , durante toda fase de treinos e classificação,  que  permitiu aprender e adaptar-se rapidamente às condições da pista.

\"Obviamente, tudo o que fizemos até agora, foi sem o público e no  domingo o palco será o mesmo, mas com um ambiente completamente diferente, quando as arquibancadas estiverem lotadas de fãs. Tenho a certeza que as emoções serão diferentes\".