Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

McLaren augura um ano melhor em 2016

27 de Dezembro, 2015

McLaren augura um ano melhor

Fotografia: AFP

Constantes revisões estão ser planeadas para a área mais vulnerável da Honda para o próximo ano: a unidade de potência. A fabricante japonesa espera dar um passo adiante de maneira significativa em 2016, após a equipa ter sido incapaz de dar o mesmo passo durante o presente ano.

"Se você quer bater a Mercerdes, você precisa ser melhor que eles", diz Eric Boullier, director da equipa. "Eles possuem engenheiros brilhantes, mecânicos brilhantes, um carro brilhante, um motor brilhante e pilotos brilhantes. É difícil vencê-los."

"Acredito que temos o mesmo: os melhores mecânicos, os melhores engenheiros e os melhores pilotos, mas ainda não temos o melhor carro e nem o melhor motor. Então vamos trabalhar nesses dois últimos."

"Tivemos que mudar a filosofia da própria McLaren para trazer de volta o desempenho na pista. Mas também tivemos que mudar o parceiro de motor, porque você não pode bater o campeão do mundo se você é um cliente - é impossível."

"Mas o comprometimento que a Honda nos mostrou, nos abrindo as portas de sua fábrica no Japão, você não pode ignorar isso. É exactamente o que estávamos a procurar. É verdade que este casamento chegou mais cedo do que o ideal, mas tivemos que dar este passo e 'pular do penhasco', de qualquer maneira. Então tivemos que sofrer um pouco e isso foi muito doloroso, mas acredito que a partir do próximo ano estaremos muito mais competitivos."

Honda entende

Boullier afirmou que um dos factores-chave que o faz optimista para o próximo ano é que a Honda entendeu o que aconteceu de ruim nesta temporada e aceitou a ideia de que as coisas têm que mudar. Quando perguntado sobre os motivos que o fazem manter a crença na parceria, Boullier respondeu: "acho que por causa da maturidade da relação com a Honda e a compreensão dos erros que eles tiveram.

Além disso, eu sei o que eles planeam. Eu sei que o carro do próximo ano já é melhor do que o que tínhamos agora. Dessa forma, daremos um passo à frente. Tudo vai ser melhor, o pior já passou. Mas não estou a falar de pódios ou resultados específicos. Estou apenas dizendo que seremos mais competitivos."