Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Meia-Maratona Cidade de Luanda sai hoje à rua

06 de Setembro, 2015

Meia-maratona é a segunda maior prova de estrada do país depois da São Silvestre corrida que tem lugar a 31 de Dezembro de cada ano

Fotografia: Santos Pedro

Ruas interditas ao trânsito, desde as primeiras horas da manhã, frenético movimento de populares idos de todas as partes em direcção à marginal é o cenário que pode caracterizar Luanda, hoje, 6 de Setembro. A cidade acolhe, a partir das 8H00, a III edição da "Meia-maratona  Cidade de Luanda" que pode juntar até 10 mil populares na zona baixa da cidade.

Alguns aí vão para participar e tentar a conquista ou mesmo estabelecer recordes mundiais, como os favoritos Dennis Kimetto e Florence Kiplagat, ambos do Quénia. Outros ambicionam avaliar performances. Nesta condição estão quase duas dezenas de corredores internacionais e as principais referências angolanas que vieram da Huíla e Bié. Há ainda os que vão pela folia e preferem correr a prova menor "mini-maratona (corrida da Família) que tem um percurso generoso, de 6Km.

A meia-maratona compreende um percurso de 21.097,5 quilómetros, com partida na marginal frente ao Ministério do Interior (sentido porto – Ilha), contorna o Ponto final e, no regresso, passa pelo largo do Porto de Luanda e tem meta na Praça dos Eventos na Baía de Luanda.

A corrida da Família tem partida frente ao Ministério do Interior (sentido Porto – Ilha), Marginal, Retorno no Baleizão, Marginal (sentido Ilha – porto), retorno junto à partida, Meta na Praça dos Eventos.  Ambas provas têm o tiro de largada previsto para as 8H00.

A organização garantiu, na sexta-feira, prontidão em todos os aspectos técnicos e logísticos. Estão previstos postos de abastecimento a cada 2,5 km percorridos.

É a segunda maior prova de estrada do país, depois da São Silvestre. Este ano pouco mais de 20 corredores estrangeiros inscreveram-se, número que deve ter sido influenciado pela recente disputa dos mundiais de atletismo de Pequim, China, em que alguns atletas tiveram que optar entre uma e outra prova.

Ainda assim os principais nomes das provas de estrada estão confirmados, como os já citados recordistas mundiais da meia-maratona feminina, Florence Kiplagat e Dennis Kimetto que detém o recorde da maratona masculina. A organização confirmou também o queniano Sammy Kitwara, vencedor da edição anterior.

Estão ainda confirmados os quenianos Philip Kangogo, Daniel Cheyech, Robert Chemosin, Stephen Kibet, Daniel Gatheru e James Rungaru; os etíopes Getu Zegeye, Birhanu Legese,Tsegay Asefa, Endeswau Shumi; os eritreus Nguse Tesfaldet ,Mehrawi Weldemaryam, Goiton Andebrham e Samuel Tsegay e os marroquinos Youssef Nasir, Ayad El Mouchine e Mustapha Elaziz. Ainda o russo Aleksei Reunlov e o ucraniano Oleksandr Sitkovsky.

Na prova feminina correm as quenianas Mary Ngungi, Cynthia Limo, Rose Chelimo, Agnes Barsosio e Paskalia Kipkoech; as etíopes Dinknesh Tafera,Mamitu Molisa, Wude Yimer; as portuguesas Leonor Carneiro, Monica Silva, Raquel Trabuco e a polaca Dominika Nowakowska.