Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Membros detectam deficincias nos relatrios do Sagrada Esperana

Armando Sapalo| Dundo - 27 de Janeiro, 2020

Fotografia: Dr

Os  delegados participantes da primeira Assembleia Geral extraordinária do Clube Sagrada Esperança da Lunda Norte, realizada sábado último, no Dundo, constataram insuficiências nos relatórios de contas e de actividades do último quadriénio apresentado pela direcção cessante, liderada por Osvaldo van Dunen. As questões contratuais de jogadores do plantel actual carecem de \"melhores esclarecimentos\". As direcções anterior e a actual, eleita no passado dia 17, devem trabalhar juntas para se corrigir as deficiências.

Em declarações à imprensa, o recém-eleito secretário geral da Mesa da Assembleia Geral, Jorge Uefo, esclareceu que, com a decisão tomada, se pretende evitar a perda de tempo da presidência liderada por José Muacabalo Tomás.

\"Foi uma medida consensual, uma prática normal em qualquer parte do mundo que afasta qualquer tipo de drama. A direcção cessante fez um exercício que tem a ver com as luvas de jogadores. Estamos no início da segunda volta do Girabola ZAP e é normal que os jogadores tenham recebido a primeira prestação\", disse.

Jorge Uefo realçou que \"as duas direcções devem criar as condições para honrar os compromissos com os jogadores\".

Em busca da verdade, o Jornal dos Desportos apurou que \"uma das insuficiências\" motivadoras do chumbo dos relatórios de contas e de actividades está ligada à falta do parecer do Conselho Fiscal da direcção cessante, presidida por Luís Quitamba, ex-administrador da Endiama.

A segunda Assembleia Geral extraordinária do Clube Sagrada Esperança está agendada para o mês de Abril e vai debruçar-se sobre a alteração dos Estatutos. A direcção precisa angariar novos sócios que não sejam pessoas vinculadas à Endiama e só com uma abertura de campanha generalizada é possível.