Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mercedes confiante em Singapura

17 de Setembro, 2016

Grande Prémio de Singapura corre amanhã com pilotos da Mercedes e favoritos à conquista do primeiro lugar

Fotografia: AFP

A Mercedes chega ao Grande Prémio da Singapura, que corre amanhã com os pilotos Lewis Hamilton, líder do Mundial de Fórmula 1, e o alemão Nico Rosberg, segundo classificado, separados por dois pontos, mas também com o objectivo de apagar o mau desempenho de 2015, quando ficou atrás dos carros da Ferrari e da Red Bull.

A prova é a primeira após o fim da "temporada europeia", em que os carros da equipa prateada só não  venceram no GP de Espanha, em que o holandês Max Verstappen cruzou a linha de chegada na primeira posição.

Nas duas últimas etapas do campeonato, na Bélgica e Itália, Rosberg levou à melhor e tirou 17 pontos da confortável vantagem que Hamilton tinha, após quatro vitórias consecutivas. Agora, o líder tem 250 pontos, enquanto o rival está com 248.

A luta pelo título da temporada, no entanto, está cada vez mais restrita aos dois pilotos da Mercedes, já que o terceiro colocado é o australiano Daniel Ricciardo, que está com 161 pontos. Logo atrás aparecem o alemão Sebastian Vettel (143), o finlandês Kimi Raikkonen (143) e Verstappen (121).

A Red Bull  a Ferrari, no entanto, esperam mostrar mais competitividade com relação à Mercedes. No ano passado, as duas equipas ocuparam as quatro primeiras posições da linha de partida, com Vettel na "pole", Hamilton e Rosberg, em quinto e sexto lugares, respectivamente.

Na corrida, o alemão da Mercedes até chegou ao quarto lugar, enquanto o britânico abandonou a prova devido a problemas no motor. Após largar em primeiro, o quatro vezes campeão mundial venceu, na ocasião, manteve-se na luta pelo título, que acabou por ficar com Hamilton.

A Williams, de Felipe Massa, que faz nessas últimas provas da temporada a "tournée de despedida" da Fórmula 1, vai manter-se à frente da Force Índia, na luta pelo quarto lugar no Mundial de Construtores.

A equipa indiana, no entanto, tem boas recordações do circuito de Marina Bay, em Singapura, onde sempre pontuou desde 2012. Nas últimas cinco provas, a equipa também  marcou pontos em todas, algo que só a Mercedes e a Ferrari alcançaram.

Felipe Nasr, por sua vez, tenta ajudar a Sauber a sair do zero, nesta temporada, já que a equipa suíça está atrás, inclusive, da Manor, que fez um ponto na temporada com o alemão Pascal Wehrlein.

Neste sábado, a definição da linha de partida é às 14h00.