Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mercedes e Hamilton prontos para a disputa do sexto ttulo

Altino Vieira Dias - 16 de Março, 2019

Lewis Hamilton vai em busca de mais uma glria esta poca e caso consiga ficar um ttulo do lendrio Michael Schumacher

Fotografia: DR

A Mercedes inicia a época de 2019 com todas as armas carregadas. As “flechas de prata” estão numa campanha dourada, maior que a das anteriores referências dominantes:  a Ferrari da era de Michael Schumacher e a Red Bull Racing Renault de Sebastian Vettel. Quem alguma vez pensou há alguns anos que eles (Mercedes) seriam capazes de ter um domínio superior ao da Ferrari e três duplos (três campeonatos e três vice-campeonatos de pilotos). Tal como a Mercedes, Lewis Hamilton vai em busca ainda de mais glórias.
 Este ano, um sexto título coloca-o a um de  distância do recorde de Michael Schumacher, o que poderia torná-lo no maior piloto de sempre depois de “Schumi”.Um campeonato emocionante de competição, carro-a-carro, está-se a aproximar. Irá a Mercedes manter-se imparável? As “flechas de prata” estão a postos, prontas para mais glórias e a disputar um recorde, procurando igualar a Ferrari nos seis títulos consecutivos de construtoras. A Mercedes dominou a  \'infinitamente\' complexa era turbo-híbrida da Fórmula 1, um facto que não escapou aos fãs deste desporto. A marca alemã tem liderado desde 2014, vencendo mais de 73 por cento das corridas e mais de 83 por cento das poles.
 O seu domínio foi ainda mais forte do que o da Ferrari e da Red Bull Racing Renault no seu melhor, um sonho cor de rosa que ainda baralha a mente de todos em Brackley e Brixworth. Os planos para 2019 estão bem direccionados e equipas fabricantes como a Mercedes podem ir muito mais longe do que as suas rivais mais pequenas, investigando mais a fundo nas suas operações. Se por um lado Hamilton entra descontraído e confiante, por outro, o seu colega Valtteri Bottas está sob imensa pressão, após um 2018 sem vitórias.
 O chefe da equipa, Totto Wolf, já afirmou que Bottas deve ter o mesmo desempenho ou estar ao nível de Hamilton. Bottas prometeu não se conter no campeonato deste ano, afirmando que quer lutar pelo título.  “Irei conduzir como se fosse roubá-lo (o título), como se fosse a minha última corrida, o último dia de todos”, disse Bottas.Este é um bom plano para Bottas, ele tem que ser bem-sucedido, pois Esteban Ocon está a esforçar-se para o substituir em 2020.
 O protegido da Mercedes está sem lugar após um desfecho sem procedentes em que vemos oito das dez equipas com novas combinações de pilotos. O francês está altamente cotado dentro da Mercedes e do “paddock” da Fórmula 1, como futuro rival de Lewis Hamilton e de Max Verstappen na Red Bull Racing Renault, mesmo depois de ter criado dificuldades a Verstappen no Grande Prémio do Brasil de 2018, ao tentar demarcar-se deste jovem  holandês “feroz” e ter causado uma colisão.Há certamente muita coisa em jogo nesta temporada de 2019, com as dominantes “flechas de prata” a esforçarem-se para continuarem com a sua autoridade em punho, o que iria cimentar o seu lugar como uma das grandes equipas da Fórmula 1, como referência forte, o “aço” da era turbo-híbrida.