Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mercedes e Williams apresentam carros

02 de Fevereiro, 2015

O dia das equipas de Fórmula Um começou agitado ontem no circuito de Jerez de la Frontera, que acolheu o início dos testes de pré-temporada da categoria. Mercedes e Williams, duas das melhores escuderias do último Mundial, apresentaram seus carros para o campeonato de 2015.Dominante na temporada passada, a Mercedes fez a apresentação oficial de seu novo modelo, o W06, que será pilotado uma vez mais por Lewis Hamilton e Nico Rosberg. A equipa já tinha divulgado imagens do carro na última semana, quando realizou um teste de pista em Silverstone.

"As expectativas agora são altas e muito se fala sobre o nosso potencial para esta temporada. Internamente, no entanto, estamos atentos ao facto de que você nunca pode parar no desporto, especialmente na Fórmula Um. Estaremos contra competidores com grande história de sucesso e, como nós, não ficarão felizes se não estiverem a vencer", disse o director-técnico da escuderia Paddy Lowe. O primeiro piloto a guiar o W06 numa actividade oficial da Fórmula Um vai ser o alemão Nico Rosberg, vice-campeão da temporada passada da categoria. Ele será o responsável por ter levado ontem o carro à pista, no dia inicial dos testes em Jerez de La Frontera.
Assim como a Mercedes, a Williams já tinha revelado imagens do seu carro, mas fez a apresentação do novo modelo nos boxes do circuito espanhol. O FW37 pode ser considerado uma evolução do bólido da temporada passada, em que a equipa voltou a figurar entre os protagonistas do Mundial.
O brasileiro Felipe Massa e o finlandês Valtteri Bottas participaram da rápida cerimónia antes do início dos testes, ao lado da reserva Susie Wolff e de Alex Lynn, piloto de desenvolvimento da equipa.
"A fase que carregamos do ano passado foi bem encorajadora, a equipa mudou muito nos últimos 12 meses e é claro de ver que está a ir em boa direcção.

RESPOSTA
McLaren  desmente saida de Alonso


O director-desportivo da McLaren, Ron Dennis, negou que o espanhol Fernando Alonso vai sair  da escuderia no fim deste ano, tentando reduzir os boatos de acerto do piloto com a Mercedes, que está a ter dificuldades em renovar o contrato com o britânico Lewis Hamilton.O dirigente garantiu, em entrevista à emissora britânica  BBC, que não existe qualquer brecha no contrato que possibilite a saída do campeão mundial nas temporadas 2005 e 2006. "Nenhum piloto da McLaren teve cláusulas de rendimento no seu contrato, e esse é o caso de Fernando", afirmou Dennis, afastando especulações da imprensa europeia.

Aos 33 anos, Alonso iniciará neste ano a sua segunda passagem pela escuderia britânica.A primeira só durou um ano, 2007, quando conquistou quatro vitórias, mas teve problemas de relacionamento, principalmente, por questionar as atenções para o britânico Lewis Hamilton, então estreante na categoria.Agora, o espanhol é apontado como alvo da Mercedes para substituir o britânico, caso ele não aceite a proposta de renovação de contrato, que termina no fim de 2016.