Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mercedes novamente penalizada

11 de Julho, 2013

Lewis Hamilton voltou a sofrer os efeitos do desgaste dos pneus no GP da Alemanha.

Fotografia: AFP

Depois de uma “pole position” nos treinos classificativos, a Mercedes nem sequer chegou a andar nas primeiras posições durante a corrida. Logo na largada Hamilton foi superado pelos dois carros da Red Bull. Em seguida, foi perdendo rendimento pelo excessivo desgaste de pneus, até que finalizou a prova num frustrante quinto lugar.

“A construção dos pneus mudou e acho que o facto de inverter os pneus era um bom modo de diminuir o desgaste”, disse Ross Brawn.O dirigente da Mercedes destacou o início da corrida como o maior problema. “Na primeira metade da corrida estávamos muito mal. Na segunda, o combustível baixou, o carro esfriou e voltamos à frente. Os tempos foram bons. No início da corrida, tentávamos andar rápido e superaquecíamos os pneus. Precisamos de encontrar soluções.”

FERRARI OPTIMISTA

O director da Ferrari, Stefano Domenicali, vê como grande oportunidade para a equipa voltar a andar no patamar da Red Bull os novos pneus a serem utilizados a partir do GP da Hungria. Stefano ainda não tem ideia de como os pneus possam funcionar ou se vão afectar para bem ou para mal o desempenho do F138, mas enxerga o novo composto como a luz no fundo do túnel.Acho que agora há um novo elemento que deve ser considerado como o mais importante. Mais até do que o desenvolvimento na pista, que é descobrir como funcionam os novos pneus e como eles vão afectar a performance do carro”, disse Stefano Domenicali.