Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Michael Schumacher perdeu muitos quilos

18 de Junho, 2014

Michael Schumacher respira sem a ajuda das máquinas em alguns momentos

Fotografia: DR

Michael Schumacher perdeu 20 quilos desde que entrou em estado de coma, de acordo com o jornal alemão "Bild," na sua edição de ontem. Internado desde o dia 29 de Dezembro de 2013, Schumacher despertou do coma na segunda-feira e deixou o Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, em França, para dar continuidade à recuperação próximo da família.

O ex-piloto foi internado no Centro Hospitalar Universitário de Cantão do Vaud, em Lausana, na Suíça. De acordo com informações do jornal alemão "Bild" na sua edição de ontem, Schumacher está 20 quilos mais magro desde que sofreu o acidente enquanto esquiava na estação de Meribél, pelo que se estima que esteja a pesar cerca de 55 quilos.

A publicação também afirma que o heptacampeão mundial de Fórmula 1 ainda não pode falar, mas  comunica com os olhos, além de identificar vozes, principalmente a de Corinna, sua esposa. De acordo com  os médicos, Corinna Schumacher  ficou ao lado do marido durante grande parte do tempo em que esteve internado, foi um dos grandes factores que contribuiu para a  recuperação.

Diariamente conversava com Schumi, o que para os especialistas contribuiu com o processo de despertar. Schumacher já consegue respirar sozinho sem a ajuda de aparelhos em alguns momentos, mas os médicos preferem manter o auxílio das máquinas até que o alemão tenha melhores condições pulmonares.

Também foi iniciada uma fase de terapia física, com o intuito de estimular os músculos de Schumi. As respostas dadas pelo ex-piloto até ao momento são consideradas boas pelos médicos, que ainda prevêem uma “longa fase de recuperação” pela frente.

Dupla da Red Bull
confiante na Áustria


O alemão Sebastian Vettel e o australiano Daniel Ricciardo devem contar com grande apoio das arqui-bancadas no Grande Prémio da Áustria de Fórmula 1, próxima etapa do calendário. A prova ocorre no circuito de Spielberg,  propriedade da equipa Red Bull,  a dupla vai tentar manter o bom momento após o GP do Canadá.

Em Montreal, a equipa de capital austríaca conseguiu colocar os seus dois pilotos no pódio pela primeira vez na temporada. Daniel Ricciardo obteve sua vitória inaugural na Fórmula 1 e Sebastian Vettel ficou na terceira posição. Entre eles na classificação final ficou o alemão Nico Rosberg, líder do Mundial com a Mercedes.

"Estou muito feliz que vamos correr lá. O circuito é muito bonito, não apenas a pista, mas toda a área. Lá não há muitas distrações, é apenas a corrida. A pista é curta, com apenas algumas curvas, mas também muito desafiadora. Há ainda algumas mudanças de relevo, o que deixa tudo interessante e divertido.

Os fãs vão divertir-se  porque de qualquer lugar da arqui-bancada dá para ver bem", afirmou Vettel.Já Daniel Ricciardo chega ainda mais empolgado para o GP da Áustria. Com sua primeira vitória na F-1 no Canadá, o jovem piloto australiano vai pilotar competitivamente pela primeira vez em Spielberg, já que o evento não é disputado desde 2003, ano em que Michael Schumacher conseguiu sua segunda vitória consecutiva na prova.

"Vai ser óptimo ir para a corrida em casa da Red Bull depois de um fim de semana incrível no Canadá. Só pilotei lá em dias de filmagem, essencialmente algumas voltas sem a agressividade que pode haver no fim de semana. É estranho ir teoricamente para uma corrida nova, mas num local em que a história do automobilismo é estabelecida. Parece que deve haver um grande público nas montanhas e tenho certeza que o retorno do GP da Áustria vai ser muito bom", avaliou.