Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Miguel Gourgel reconhece evolução

Gaud?ncio Hamelay, no Lubango - 19 de Janeiro, 2017

Miguel Gourgel, considera positivo

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os resultados alcançados nas provas internacionais, pelos escalões inferiores nas provas internacionais, justificam a evolução do ténis de mesa nacional nos últimos anos. A afirmação é do vice-presidente da Federação Angolana da modalidade, Miguel Gourgel.

“O ténis de mesa evoluiu bastante. Trouxemos sempre medalhas nos escalões inferiores. Tivemos a sorte de participar da maior parte dos campeonatos internacionais, e fomos campeões da zona V, há um ano. Por isso, estamos num bom caminho”, destacou.

Miguel Gourgel sustentou que a Federação continua a desenvolver a modalidade para que o país consiga atingir os níveis preconizados. As formações de juízes e de treinadores constam do programa de actividades para o presente ciclo, nas seis províncias que movimentam o ténis de mesa. Assim, nos próximos meses, as cidades capitais do Huambo, Huila, Namibe, Moxico, Cabinda e Luanda vão acolher diferentes eventos.

As condições disponibilizadas, pelo comité organizador dos XXVII Campeonatos Nacionais de ténis de mesa, agradam à Federação Angolana. Miguel Gourgel manifestou-se satisfeito com a acomodação, alimentação, transporte e sala de jogos à disposição das equipas participantes. Nesse quesito, felicitou à Associação dos Desportos Individuais local, e o governo da província da Huíla.

Em representação das províncias de Luanda, Huambo, Namibe, Moxico, Cabinda e Huíla estão concentrados no pavilhão  Nossa Senhora do Monte 70 atletas. Os jovens disputam os títulos nas categorias de cadetes, juniores e seniores. A competição comporta provas por -equipas (dias 18 e 19), pares (20) e individual (21 e 22).

A organização esclareceu que a prova por equipa é disputada no sistema corbillon. O processo engloba jogos singular com singular, pares e para desfazer o empate, faz-se o emparceiramento aleatório para se encontrar o vencedor.Na reunião técnica decidiu-se classificar as equipas em quatro grupos. No A, estão as agremiações Escola de Ténis de Mesa de Luanda -A, Sporting Clube de Cabinda, Benfica Petróleos do Lubango e Desportivo da Saúde do Lubango.

Na série B integram a Anglodente, Clube Desportivo da Huíla, Escola de Ténis de Mesa de Luanda -B e Águias do Calumbiro do Lubango. No grupo C fazem parte os Escorpiões de Luanda, Moxico, Sporting Clube do Lubango e Clube de Ténis de Mesa da Palanca (Humpata). A série C é formada pelos Persistentes, Namíbe, Huambo e Bié.