Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mike Tyson teve vontade de matar Holyfield

25 de Outubro, 2013

Antigo campeão mundial relembra em auto-biografia lendário combate no MGM Grand em 1997

Fotografia: AFP

A dentada na orelha de Evander Holyfield foi apenas uma “leve” reacção visceral que o pugilista americano Mike Tyson teve durante o combate de pesos pesados com o compatriota Evander Holyfield, a 28 de Junho de 1997, em Las Vegas.

O livro “Undisputed Truth: My Autobiography” revela que Mike Tyson ficou de tal forma transtornado por o adversário lhe ter dado uma cabeçada, que “a minha vontade era, pura e simplesmente, matá-lo. Todos os que assistiam ao combate puderam ver, as cabeçadas dele eram evidentes. Fiquei furioso”. “Nessa altura era como um soldado indisciplinado e perdi a compostura. Então, mordi-lhe a orelha”, acrescentou.

“As pessoas puxaram-me e travaram-me, com Holyfield encolhido no seu canto. Tinha 50 pessoas a agarrarem-me e ainda assim continuava a lutar contra os polícias”, acrescentou Mike Tyson, explicando depois como se conseguiu acalmar: “Depois de um bocado, fumei liamba e bebi uns copos e fui para a cama no MGM Grand [onde decorreu o combate]. As pessoas continuavam a lutar umas com as outras dentro do casino e a ir parar ao hospital.”

Mike Tyson confessou em Agosto que é alcoólico e que começou a receber tratamento. “Às vezes sou mau, fiz mal a muita gente, mas espero que me possam perdoar. Quero viver e mudar a minha vida”, confessou em entrevista recente ao rede de televisão ESPN.