Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ministro da Defesa consternado

13 de Fevereiro, 2017

João Lourenço endereçou mensagem de condolências pelo trágico incidente ocorrido no Estádio 4 de Janeiro

Fotografia: Eduardo Pedro

Diversos dirigentes, instituições e organizações continuam a endereçar mensagens de condolências às famílias enlutadas pelo trágico incidente ocorrido no Estádio 4 de Janeiro que causou 17 mortes e mais de 60 feridos jogo de estreia da equipa do Santa Rita de Cássia e o Recreativo do Libolo, referente a 1ª jornada do Girabola Zap de 2017.

O ministro da Defesa, João Lourenço, endereçou, sábado, em Luanda, uma mensagem de condolências pelo trágico incidente ocorrido no Estádio 4 de Janeiro que causou 17 mortes e mais de 60 feridos.

Numa nota chegada à Angop, refere que neste momento de consternação e dor, em nome do Ministério da Defesa Nacional, das Forças Armadas Angolanas e do seu próprio, endereça ao Governo do Uige e às famílias enlutadas os profundos sentimentos de pesar e solidariedade aos feridos, desejando-os rápidas melhoras.

Na mesma senda, o Comité Provincial do MPLA em Luanda, em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do Partido, tendo em conta ao trágico acontecimento, inclina-se perante a memória dos malogrados e as famílias enlutadas.

O Governo Provincial de Luanda também endereça, em nome dos funcionários e dos munícipes, os mais sentidos pêsames ao governo do Uige e às famílias enlutadas e rápidas melhoras às vítimas hospitalizadas.

Por outro lado, o Secretariado Nacional da JMPLA manifesta que foi com profunda dor e consternação que tomou conhecimento do incidente. Na própria província do Uige, o comité local do MPLA, manifestou também a sua consternação sobre o infausto acontecimento que vitimou 17 adeptos no Estádio 4 de Janeiro, durante o jogo inaugural do Santa Rita FC e o Recreativo do Libolo.

Numa mensagem de condolências chegada à Angop lê-se que foi com profunda dor e consternação que o Comité Provincial do MPLA tomou conhecimento do lamentável e infausto acontecimento.

“Nesta hora de dor e de luto, o Comité provincial do MPLA do Uíge em nome dos militantes do partido, da JMPLA, da OMA, simpatizantes e amigos do MPLA endereçam as famílias enlutadas os sentimentos de pesar”, realça a mensagem.

As comissões de trabalho criadas pelo governo provincial estão já a trabalhar para apurar as causas que estiveram na base do incidente, assim como a de apoio às famílias das vítimas na realização dos funerais, marcados para hoje, segunda-feira próxima.

O vice-presidente da Federação Angolana de Futebol, Dedaldino Balombo, manifestou-se, na cidade do Uíge, consternado pela morte de 17 adeptos. O dirigente lamentou e anunciou que a sua instituição vai enviar uma comissão ao Uíge para averiguar as causas do mesmo, devendo trabalhar com membros do governo e da associação local da modalidade.

Comissões criadas pelo governo provincial estão já a trabalhar no sentido de apurar as causas do incidente, além de apoiar as famílias das vítimas na realização das exéquias fúnebres, marcadas para hoje, segunda-feira.