Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ministro enaltece apoio do empresariado nacional

02 de Novembro, 2016

Governante assegurou que a prova vai decorrer sem sobressaltos

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Ministro da Juventude e Desportos, Albino da Conceição, enalteceu na segunda-feira, em Luanda, as empresas nacionais que apoiam a Federação Angolana de Andebol na organização do Campeonato Africano sénior feminino, que o país vai albergar de 28 de Novembro a 7 de Dezembro.
Albino da Conceição, que fez o pronunciamento na apresentação informal da competição,  acto decorrido na Galeria dos Desportos, disse estar satisfeito com  o apoio das empresas antes e durante a competição.

“As condições estão a ser reunidas e o empresariado nacional anuiu. Somos angolanos, estamos aqui para mostrar que estamos unidos”, frisou e realçou que a adesão das empresas é muito importante, porque sem elas não seria possível organizar a competição continental.  Disse que apesar da  situação financeira que o país vive, a competição vai decorrer sem sobressaltos, dada a experiência dos angolanos na organização de eventos do género. 

 Nove equipas vão disputar a prova, sob a égide da CAHB, divididas em dois grupos. Angola, Camarões, Senegal e Costa do Marfim constituem o grupo A, ao passo que as formações da Tunísia, Argélia, Congo e Guiné Conacry formam o grupo B.

PEDRO GODINHO
ACREDITA EM SUCESSO

O presidente da Federação Angolana de Andebol (FAAND), Pedro Godinho, disse na segunda-feira em Luanda, que apesar da situação financeira que o país vive, o Campeonato Africano sénior feminino, que decorre de 28 de Novembro a 7 de Dezembro, vai ser um sucesso. O dirigente falava a imprensa, no final da apresentação informal aos empresários, sobre o andamento da preparação da prova continental.

Informou que além da verba dada pelo Estado e pela classe empresarial, as questões ligadas ao alojamento, transporte e alimentação estão garantidas, de uma maneira geral faltam  cerca de 20 por cento para concluir o dossier do campeonato. “Por pouco,  registava-se a  desistência de Angola na organização da prova, mas fruto do apoio que recebemos de alguns empresários, avançamos e estamos a 80 por cento de concluir os preparativos”, salientou.

Pedro Godinho disse que o comité executivo da prova, ainda está aberto à propostas de empresas que queiram juntar-se à organização. “Ainda precisamos de 24 milhões de Kwanzas”, acrescentou. Explicou que qualquer empresa que queira apoiar com trocas de serviços directa, pode se manifestar, tem como contrapartida a publicidade na competição.

Nove equipas vão disputar a prova, sob a égide da CAHB, divididas em dois grupos. Angola, Camarões, Senegal e Costa do Marfim constituem o grupo A, ao passo que as formações da Tunísia, Argélia, Congo e Guiné Conacry formam o grupo B.