Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Minjud d autenticidade direco de Paulo Nzinga

30 de Maio, 2019

Paulo Nzinga, foi confirmado como legtimo dirigente do rgo que regula a modalidade no pas

Fotografia: Vigas da Purificao | Edies Novembro

O presidente da Federação Angolana de Judo (FAJ), Paulo Nzinga,  foi confirmado como legítimo  dirigente do órgão que regula a modalidade no país, contrariando o comunicado final da assembleia-geral extraordinária ocorrida a 30 de Abril, que culminou com a destituição do mesmo.

De acordo com uma nota de imprensa, o Ministério da Juventude  e Desportos (MINJUD) que a  Angop teve acesso, dá a conhecer que recebeu o ofício Nº 01, com referência a  associados efectivos da FAJ/2019, que remete a acta e o comunicado final da realização da Assembleia Geral Extraordinária ocorrida no dia 30.04.2019, nas instalações da Federação Angolana de Andebol, que culminou com a destituição do actual presidente de direcção da Federação Angolana de Judo.Sobre o assunto, o Ministério da Juventude e Desportos, torna público o seguinte:

O Ministério da Juventude e Desportos e o Departamento Ministerial, responsável pela implementação de políticas da juventude e do desporto, não interfere na Direcção e Gestão do associativismo desportivo nacional, nem na tomada de decisão  sobre as deliberações dos órgãos sociais das Associações  desportivas.

E, tem vindo acompanhar com preocupação os inúmeros casos que afectam o associativismo desportivo, com particular realce a modalidade de Judo, resultante da incompreensão dos seus associados, lê-se.

Segundo o documento, a convocação da Assembleia é de exclusividade dos Órgãos eleitos para o efeito, no caso o Presidente, vice-presidente e secretário-geral todos da Mesa da Assembleia-Geral, nos termos dos números 1 e 2 do artigo 36º da Lei 6/14 (Lei das Associações Desportivas), conjugado com o artigo 36º dos Estatutos da FAJ.

“A Lei e os Estatutos não prevêem a Convocação e condução da Assembleia Geral, Ordinária ou Extraordinária, por um órgão ad -hoc, como foi o caso da Assembleia Geral realizada pelos Associados, no passado dia 30 de Abril do ano em curso”, explica a nota.E,  face ao assunto, é de informar que o interlocutor válido junto do Ministério da Juventude e Desportos, continua a ser a actual Direcção da Federação Angolana de Judo, eleita para o quadriénio em curso.