Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

MINJUD recebe relatrio da comiso de gesto

Rosa Napole?o - 02 de Agosto, 2017

Comisso de Gesto da Federao Angolana de Jiu Jitsu.

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edies Novembro

O Ministério da Juventude e Desportos recebeu em fins de Julho o relatório final da Comissão de Gestão da Federação Angolana de Jiu Jitsu. Durante quatro meses, a instituição criada em Assembleia Geral extraordinária avaliou a legalização e o funcionamento das Associações provinciais e de clubes espalhados em todo o país.

Com a entrega do relatório final, estão criadas as condições para a realização de eleições de renovação de corpos sociais na Federação Angolana de Jiu Jitsu. "As primeiras eleições foram invalidadas pelo Ministério da Juventude e Desportos por se constatar irregularidades", segundo Pedro Emous, ex -secretário -geral da instituição.

O também membro da Comissão de Gestão assegurou que os associados têm agora um ambiente de legalidade para escolherem os futuros dirigentes.
"Felizmente, estão ultrapassadas as questões que enfermava a modalidade. Levamos bastante tempo para os resolver e hoje podemos dizer que tudo pertence ao passado", disse Pedro Emous.

Duas listas concorrem ao pleito eleitoral. Nzuzi Ndombaxi e Ndongala Kiala são os concorrentes. A Comissão de Gestão sensibiliza os candidatos para adoptarem uma nova  postura face à realidade vigente. As vozes autorizadas da modalidade apregoam uma lista de consenso para o bem do desporto.

O Jornal dos Desportos apurou que a família do Jiu Jitsu está ansiosa pelo acto eleitoral. O evento deve contar com uma lista de consenso, liderada por Nzuzi Ndombaxi. O presidente cessante pretende dar continuidade aos programas concebidos.Agora, a expectativa centra-se na data de eleições a ser marcada pela Assembleia Geral extraordinária, depois do pronunciamento do Ministério da Juventude e Desportos. O órgão reitor do desporto no país está incumbido em marcar a Assembleia Geral.

Apesar da letargia de funcionamento da Federação Angolana, o jiu jitsu não "cruzou" os braços. No último fim de semana, os atletas da categoria sénior competiram no Festival da Juventude. O evento, que contou com a participação de 260 atletas, também organizou os combates de judo e de taekwondó.No programa de competições para os próximos meses, a Comissão de Gestão agendou a realização de provas semanais para as equipas de Luanda, no sistema de todos contra todos.

A intenção é activar os atletas e mantê-los com bom nível competitivo. A falta de meios financeiros preocupa Pedro Emous, uma vez que os cofres da instituição estão desprovidos. "Vamos criar vários mecanismos, como convencer os parceiros e patrocinadores, para nos apoiarem na concretização desse projecto. Ao contrário, vamos enfrentar dificuldades", disse.