Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mireia Belmonte faz história

05 de Dezembro, 2014

Mireia Belmonte faz história

Mireia Belmonte estabeleceu novo máximo mundial ao nadar a final em 1.59,61 minutos, retirando quase quatro segundos ao tempo conseguido nas eliminatórias (2.03,61).

A húngara Katinka Hosszu alcançou a medalha de prata (2.01,12) e a alemã Franziska Hentze arrecadou o bronze (2.03,89).

Belmonte sagrou-se campeã mundial dos 400 metros estilos com o tempo de 4.19,86 minutos, melhorando em mais de seis segundos a marca das séries, e deixou a anterior recordista, a húngara Katinka Hosszu, com a medalha de prata. A anterior campeã mundial, a britânica Hannah Miles, ficou com a medalha de bronze.

Antes da final dos 400 metros estilos, Belmonte já tinha ganho os 200 metros mariposa, também com recorde do mundo - 1.59,61 minutos. Também aqui a prata foi para Katinka Hosszu. A nadadora espanhola, dupla medalhada de prata nos Jogos Olímpicos de Londres2012, ainda vai competir em mais quatro provas: 100 e 200 metros estilos e 400 e 800 metros livres.


MUNDIAL DE NATAÇÃO
Brasil falha
final de estafeta


Não deu para o Brasil na final da estafeta dos 4x100m. A Selecção, sem Cesar Cielo, ficou na última posição na decisão, enquanto a França, nas últimas braçadas, ficou com o ouro e o recorde da competição no Mundial de Piscina Curta de 25 metros, em Doha, no Qatar.

Os franceses entraram na piscina com Clement Mignon, Fabien Gilot, Florent Manaudou e Mehdy Metella. Após passarem quase a prova inteira atrás da Rússia, conseguiu tomar a ponta com Metella e garantir o título, com o tempo de 3m03s78. Os russos ficaram em segundo, com 3m04s18, logo à frente dos Estados Unidos, que fecharam na casa de 3m05s58.

Sem o destaque da equipa, Cielo, poupado para as provas dos 50m e 100m, a equipa não repetiu o bom desempenho das meias-finais, quando ficou com a segunda melhor marca, e amargou a última posição na final da prova (3m08s31).

O Brasil entrou na piscina, pela ordem, com Henrique Martins, João de Lucca, Alan Vitória e Gustavo Godoy, completando a prova atrás de Itália, Austrália, Bélgica e Japão. O melhor da equipa foi de Lucca, que conseguiu nadar na quinta colocação, enquanto os outros três brasileiros não tiraram o Brasil da lanterna.