Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Missão Olímpica de Angola ainda sem uniforme oficial

29 de Julho, 2016

Há sete dias da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro a missão olímpica angolana não tem ainda disponíveis os equipamentos oficiais

Fotografia: AFP

A Selecção Nacional sénior feminina de andebol pode ser posta fora do torneio olímpico do Rio de Janeiro se até segunda-feira não apresentar à organização o seu equipamento oficial para que seja inspeccionado e validado para a prova, revelou ao Jornal dos Desportos uma fonte próxima da missão.

Há sete dias da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro a missão olímpica angolana não tem ainda disponíveis os equipamentos oficiais para a competição.

"Somos a única missão aqui que não tem equipamentos oficiais. Nossos atletas quando dão entrevistas não têm uma cor única, porque cada um tem a sua camisola, está a ser uma vergonha. O andebol, por exemplo, se não fizer a apresentação do seu equipamento oficial até na segunda feira, pode ser excluído", revelou.

Outra fonte afecta ao Comité Olímpico Angolano (COA), em reacção admitiu dificuldades em termos de equipamentos e "quase tudo". "Contactamos um habitual fornecedor, os equipamentos para todos os integrantes da missão estão encomendados e preparados, mas estão retidos por falta de pagamentos ao fornecedor, não sabemos quando isso se pode superar", lamentou.

Ao que tudo indica, reforça a fonte, o COA não recebeu o valor orçamentado para a participação angolana nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e nisto está a base das dificuldades que se vivem.

A participação Angolana nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, segundo recentes declarações de António Gomes, director nacional dos Desportos, está orçada em 150 milhões de Kwanzas.

A indisponibilidade financeira da missão angolana está igualmente a afectar a preparação dos atletas que foram ao Brasil com certa antecedência a fim de encontrar adversários para a disputa de jogos no quadro pré-competitivo.

A vela, por exemplo, revela a nossa fonte, está a treinar-se sem o acompanhamento do seu treinador, por falta de verbas para aluguer de embarcações. A Selecção Nacional de andebol não realizou nenhum dos quatro ou cinco jogos que pretendia em solo brasileiro.


Revelação
Novak Djokovic afasta temor por zika


Novak Djokovic não se imagina fora dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira, o sérvio afirmou que a preocupação de atletas do mundo todo com o zika vírus não o afasta das competições no Brasil em Agosto.

“Eu me informei a respeito, e minha decisão é ir aos Jogos Olímpicos. Com a informação que tenho, o problema não é como se apresenta, não é perigoso”, disse o líder do ranking da ATP.

Djokovic entrou em quadra nesta quarta-feira para a disputa do Masters 1000 de Toronto, no Canadá. Graças à vitória sobre o luxemburguês Gilles Muller por 2 sets a 1, com parciais de 7/5 e 7/6 (7-3), o sérvio avançou à terceira rodada da competição.

O ténis é uma das modalidades que corre risco de perder atletas na Rio-2016 por conta do noticiário a respeito do zika vírus. O canadense Milos Raonic já anunciou a sua ausência por conta do problema, por exemplo, mas Djokovic não demonstra temor.

“É claro, há sempre a possibilidade de pegar o vírus, mas acho que o alarido a respeito foi criado com alguma outra intenção que eu não compreendi”, afirmou o tenista balcânico. “Para mim, é seguro o suficiente. E eu vou”, completou.

MANIFESTANTES
FAZEM TOUR
DA TOCHA

 A passagem da tocha olímpica por Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, na noite desta quarta-feira (27), enfrentou resistência de manifestações populares nos seus pontos inicial e final. Por segurança, a organização suprimiu acções programadas. No início do trajecto, próximo à Rua Japoranga, ocorreu protesto que levou a organização a cancelar o primeiro trecho do "tour". O percurso foi realizado em comboio, com os condutores dentro de um miniautocarro, sob vaias e até ataques com objectos, como pedras.

Mais adiante, cerca de uma hora depois, o percurso recomeçou, a partir da Rua Coronel Carvalho, no centro da cidade.