Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Misso aos Jogos de Rabat tem tudo a postos para prova

Joo Francisco - 18 de Maio, 2019

Andebol vai ser a modalidade mais representativa nos Jogos de Rabat que vo decorrer de 19 a 31 de Agosto prximo

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

A missão nacional olímpica angolana para os Jogos de Rabat 2019, a decorrerem de 19 a 31 de Agosto próximo e que serão disputados sob a égide dos Comités Olímpicos Africanos (ACNOA), está praticamente composta por 166 elementos e dezoito selecções nacionais, segundo dados provisórios obtidos à margem da segunda reunião que o Comité Olímpico Angolano(COA), promoveu quinta-feira, dia 16. O evento ocorreu no anfiteatro do Comité Paralímpico Olímpico Angolano (CPA).
Na referida reunião, que forneceu mais informações do que a anterior realizada a 2 de Maio na sede do COA, foram indicados as modalidades de andebol, atletismo, basquetebol, boxe, canoagem, ciclismo, esgrima, ginástica, judo, karaté, natação, remo, taekwondo, ténis de mesa, tiro, voleibol de praia e xadrez para representar o país.
Ainda na primeira reunião, foram indicadas o número de integrantes atribuídas a cada uma das selecções nacionais, tendo sido o andebol a quem coube o maior número, por contar com equipas tanto dos escalões feminino como masculino e definida a meta que Angola pretende atingir nestes jogos. Para esse efeito, é importante lembrar que está nas pretensões a melhoria do 15º lugar e conquista do 10º na classificação geral.
O chefe de Missão, será o membro do COA e presidente da Federação Angolana de Ginástica, Auxilio Jacob que já chefiou este ano a missão nacional que esteve nos Jogos da Juventude, que será coadjuvado pela chefe de Secretaria desse órgão, Ana Fortunato.
Ontem, na segunda reunião, foram conhecidos os nomes da chefia da equipa médica, que será liderada pala doutora Stella Cristiano, responsável pela Comissão Médica do COA, e director do Centro Nacional de Medicina Desportiva, João Molima.
Dois fornecedores foram escolhidos para distribuir os equipamentos às Selecções Nacionais, um através do COA (equipamentos para a competição) e outros (equipamentos de gala e passeio), através do Ministério da Juventude e Desporto (Minjud), que cuida das “questões politicas” da missão.