Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mo Farah contra Trump

31 de Janeiro, 2017

EUA”, que entrou em vigor na sexta-feira, proíbe durante 90 dias a entrada nos Estados Unidos de cidadãos de sete países considerados de risco.

Fotografia: AFP

A medida do novo presidente dos Estados Unidos da América, de interditar a entrada de muçulmanos de sete países, no seu país, continua a suscitar enormes manifestações de contestação, mesmo a nível do desporto.

O atleta britânico de origem somali Mo Farah, bicampeão olímpico dos 5.000 e 10.000 metros, disse no domingo sentir-se um “extraterrestre”, na sequência do decreto de Donald Trump que impede a entrada de imigrantes de alguns países nos Estados Unidos.

“A 01 de Janeiro deste ano, Sua majestade a Rainha de Inglaterra fez-me Cavaleiro do Reino. A 27 de Janeiro, o presidente Donald Trump parece  tornar-me num extraterrestre”, escreveu Mo Farah na sua página na rede social Twitter.

O decreto norte-americano sobre a “protecção da nação à entrada de terroristas estrangeiros nos EUA”, que entrou em vigor na sexta-feira, proíbe durante 90 dias a entrada nos Estados Unidos de cidadãos de sete países considerados de risco.