Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mo Farah volta a negar doping

04 de Julho, 2015

Esta semana, o corredor disse ao Sky Sports News que está “100 por cento limpo” e que encerraria a parceria com o técnico caso as acusações fossem comprovadas. Com 32 anos, ele ainda afirmou que dedicou “meia vida” ao atletismo e nunca tomou qualquer substância proibida na sua carreira.


Mo Farah foi um dos grandes destaques dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, mas agora chama a atenção desde que Alberto Salazar foi acusado de violar sistematicamente as regras relativas ao doping num documentário da BBC, veiculado no início de Junho.

Questionado se já usou testosterona ou hormonas e medicamentos de crescimento corpóreo ou para optimizar o seu desempenho, o britânico negou veementemente: “Não, nunca!”.

“Fiquei chocado, não podia acreditar no que vi”, disse o atleta quando foi questionado sobre a sua reacção às denúncias feitas contra o seu treinador e chefe do projecto Nike Oregon. “Quando o vi, queria algumas respostas. Falei com o Alberto e deu-me algumas. Ele disse-me que eram apenas acusações e tinham de provar isso”, explicou Mo Farah.

“Eu trabalho muito para o que eu faço. Conquistar o que tenho custou-me metade da minha vida, mas as pessoas pensam que eu tomei um atalho. Não é justo. A imagem que têm dado a mim não é boa. Eu amo o que faço e quero continuar a ganhar medalhas.

Quero que as pessoas saibam que sou 100 por cento limpo e que não tomei nenhuma droga. O único remédio de que eu faço uso na minha vida é para a asma, que eu sofro desde quando era criança”, garantiu Mo Farah.