Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Moambicano entra na Elite Pro

Pedro Futa - 19 de Agosto, 2019

A queniana Everlyn Okinyi venceu na categoria de Wellness, seguida da angolana Sandra Costa e da sul-africana Nombulelo Hlathi.

Fotografia: Paulo Mulaza

O moçambicano Boaventura Macuagua conquistou a carteira da Elite Pro, depois de vencer na categoria Men phisique até 176cm do Campeonato Africano para atletas amadores de fisiculturismo, que se disputou sábado último no Centro de Convenções de Talatona (CCTA) em Luanda. O sul-africano David Tshose e o caboverdiano Evelino Rodrigues conquistaram as medalhas de prata e de bronze.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, Boaventura Macuagua mostrou-se regozijado e disse que as responsabilidades aumentaram.
\"Estou feliz. A vitória foi fruto de um trabalho árduo. Agora, que consegui a carteira profissional, as responsabilidades aumentaram. A minha perspectiva é continuar a melhorar e conseguir atingir os lugares cimeiros nos Campeonatos do Mundo\", prometeu.
O atleta disse ainda que a modalidade em Moçambique está a crescer.
\"O fisiculturismo é uma modalidade nova em Moçambique, mas está a crescer. Hoje, já aparece mais investidores\", revelou.
Angola, depois de alcançar a Elite Pro no ano passado com a atleta Sina Teresa, falhou desta vez. O país conseguiu a medalha de ouro na categoria de Men phisique até 170cm através de Fábio Cunha. O angolano Cláudio Domingos quedou-se em segundo lugar, seguido do argelino Ader Lefkir.
Angola dominou o pódio na categoria de Muscular men phisique. Samuel Nzage, Rui Gime e Paulino Morais conquistaram as medalhas de ouro, prata e bronze.
Os angolanos Danilo Carvalho (ouro), Nuno Loth (prata) e Hamilton Neves (bronze) dominaram o pódio da categoria men classic phisic até 175 cm.
A queniana Everlyn Okinyi venceu na categoria de Wellness, seguida da angolana Sandra Costa e da sul-africana Nombulelo Hlathi.