Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Montezemolo promove Roma

12 de Fevereiro, 2015

A cerimónia que vai decidir qual vai ser a sede dos Jogos Olímpicos de 2024

Fotografia: AFP

O ex-presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, pode vir a ser o presidente do comité promotor da candidatura de Roma para a  sede dos Jogos Olímpicos de 2024.O anúncio foi feito pelo presidente do Comité Olímpico Nacional da Itália (CONI), Giovanni Malagò, depois de uma reunião que decidiu também que o ex-atleta Luca Pancalli vai ser o vice-presidente do novo órgão.Sobre Montezemolo, actual presidente da Alitalia, o dirigente do Coni afirmou que a nomeação foi acertada com o prefeito da capital italiana, Ignacio Marino.A candidatura de Roma para os Jogos Olímpicos de 2024 foi anunciada no último dia 15 de Dezembro pelo primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, que prevê um projecto “carente de grandes infra-estruturas, mas com grandes atletas”.Renzi afirmou que as principais obras iam ser feitas na capital, mas cogitou incluir também outras cidades na organização dos jogos, entre elas Florença, Nápoles e Sardenha.

A candidatura suscitou uma onda de críticas, que alertam sobre o “fantasma da corrupção” que cercou o Campeonato do Mundo de 1990 e que agora ronda a Expo 2015 de Milão, com início no mês de Maio.Além da corrupção, o país discute a viabilidade económica e o retorno que podia obter ao realizar os Jogos Olímpicos.Em Fevereiro de 2012, o Governo italiano não autorizou que Roma fosse candidata por afirmar não ter condições de assumir as garantias financeiras que o COI exige às cidades candidatas. Por enquanto, apenas a cidade americana de Boston também se mostrou interessada em organizar o evento. A cerimónia que vai decidir qual vai ser  a sede dos Jogos Olímpicos de 2024 está marcada para Setembro de 2017, em Lima, no Peru.

Breve
Isinbayeya regressa aos treinos

Depois de ficar de fora das competições de 2014 devido à gravidez, a russa Yelena Isinbayeva voltou a treinar na última semana em Voldogrado (Rússia), já a pensar nos  Jogos Olímpicos Rio 2016. A russa tem no seu currículo três medalhas olímpicas: ouro em Atenas 2004 e Pequim 2008, e bronze em Londres 2012. Além disso, detém o recorde mundial do salto com vara. O técnico de Yelena, Yevgeni Trofimov, afirmou que a atleta está em forma apesar do tempo em que ficou parada.