Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Morreu a “Flecha do Sul”

22 de Março, 2013

Pietro Mennea manteve um recorde do Mundo durante 17 anos

Fotografia: AFP


O italiano Pietro Mennea, campeão dos 200 metros nos Jogos Olímpicos de Moscovo de 1980 e detentor do recorde mundial da distância durante 17 anos, morreu ontem, em Roma, aos 60 anos, noticiou a agência ANSA. A “Flecha do Sul” sucumbiu a “um mal incurável”, segundo a agência noticiosa italiana. Em 1979, nos Jogos Universitários do México, Pietro Mennea correu, em altitude, os 200 metros em 19,72 segundos, um registo que foi recorde do Mundo durante 17 anos e perdura como recorde da Europa.A marca do atleta italiano apenas foi batida nos Jogos Olímpicos de Atlanta de 1996 pelo norte-americano Michael Johnson, com o registo de 19,32, superado, em 2009, pelo jamaicano Usain Bolt, que percorreu a distância em 19,19, em Berlim.

Pietro Mennea, medalha de ouro em Moscovo, onde os americanos estiveram ausentes devido a boicote, sagrou-se ainda quatro vezes campeão da Europa (nos 200 metros em 1974 e 1978, nos 100 metros em 1978 e nos 400 metros em 1978), conquistou duas medalhas de bronze olímpicas (200 metros em Munique, em 1972, e na estafeta 4x400 em Moscovo, em 1980), assim como as medalhas de prata (4x100 metros) e de bronze (200 metros) nos “mundiais” de 1983, em Helsínquia. O italiano permanece como o único atleta a ter disputado quatro finais olímpicas consecutivas dos 200 metros. Nascido a 28 de Junho de 1952, em Barletta, Pietro Mennea enveredou pela advocacia, tendo sido ainda professor de educação física e eurodeputado, entre 1999 e 2004.