Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Morten Soubak trabalha no 1º de Agosto

28 de Janeiro, 2017

O dinamarquês Morten Soubak tem a obrigação de manter os níveis de conquistas das militares

Fotografia: Nuno Flash

O dinamarquês Morten Soubak, técnico da equipa sénior feminina de andebol do 1º de Agosto, já trabalha com as campeãs africanas e o novo ciclo tem como objectivo a manutenção das conquistas em todas as competições nacionais e continentais. O conceituado treinador rende no cargo o angolano Filipe Cruz, que regressa à equipa masculina do Gama.

Mourten Soubak trabalha com o grosso do plantel que logrou a conquista de títulos na última época. Brevevemente, vai contar com a integração das jogadoras provenientes da equipa júnior que disputam o Campeonato Nacional em Malanje. As jogadoras emprestadas à Marinha de Guerra também podem regressar ao Gama.

O técnico campeão mundial de 2013 pela Sérvia trabalha no país, após oito anos ao serviço do Brasil, onde revolucionou o andebol. Os objectivos do clube passam por revalidar os títulos de campeão provincial, nacional, Taça de Angola, Supertaça, Taça dos Vencedores das Taças e Africano de Clubes.
Morten Roneklint Soubak nasceu em 1964, na cidade dinamarquesa de Fodby.

Dirigiu a selecção sénior feminina do Brasil durante oito anos e conquistou todas as competições pan-americanas.

Conseguiu o quinto lugar no Campeonato Mundial do Brasil em 2011 e foi campeão mundial em 2013 pela Sérvia.

A nível dos Jogos Olímpicos, sob o seu comando, o Brasil ocupou o sexto lugar em Londres'2012 e  quinto no Rio'2016.

Nos últimos tempos, o 1º de Agosto foi orientado pelos técnicos portugueses Paulo Pereira e João Florêncio e o russo Viktor Tchicoulaev.

A presença de Morten Soubak já mereceu elogios de alguns experts da modalidade no pís. Os agentes desportivos  apontam o dstino do treinador dinamarquês à selecção sénior feminina. Os especialistas garantem que Angola pode fazer boa figura nos  mundiais