Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Motores roncam amanh Catalunha

Altino Vieira Dias - 11 de Maio, 2019

Hamilton alega que os ferraristas no esto a explorar todo o potencial do carro e que no ficaria surpreso se alguns Grandes Prmios ofuscassem a Mercedes

Fotografia: DR

Depois da República Democrática do Azerbaijão, os motores voltam a roncar no Reino de Espanha (em Barcelona), na Catalunha. Aí, os pilotos da Ferrari Charles Leclerc e Sebastian Vettel são obrigados a demonstrar as suas proezas automobilísticas, já que foram os mais rápidos nos testes de pré-época em Barcelona.

Os Mercedes estão a fazer uma boa campanha, quatro dobradinhas em quatro Grandes Prémios, apesar de Lewis Hamilton alegar que os “ferraristas” não estão a explorar todo o potencial do carro e que não ficaria surpreso se alguns Grandes Prémios ofuscassem a Mercedes. O certo mesmo é que as Flechas de Prata estão numa campanha (nível) de uma outra “galáxia”, mas quem sabe se em Barcelona não começa a campanha da viragem no campeonato e os pilotos da Ferrari terminem com o ciclo de vitórias consecutivas da Mercedes!... Olha que a Ferrari é a equipa com mais vitórias em Espanha (12), mas Hamilton é o piloto no activo com mais vitórias, três (2014, 2017 e 2018) e Michael Schumacher o maior vencedor de todos os tempos com vitórias em 1995, 1996, 2001, 2002, 2003 e 2004. 

Em 2018, AMG Petronas (Mercedes) venceu a corrida com uma dobradinha, com Hamilton, em primeiro, e Valtteri Bottas, em segundo. Ainda é uma incógnita o nome do vencedor do Grande Prémio de Barcelona, no Reino de Espanha, que se disputa neste domingo, 12 de Maio. Mas, muitos amantes da modalidade já estão a prognosticar alguns nomes como possíveis vencedores, entre eles estão Bottas, Hamilton, Leclerc, Verstapen e, em último plano, Vettel.

Serão os Red Bull Racing Honda de Max Verstappen e do Piere Gasly, que se apresentaram na corrida anterior, em Baku num nível inferior aos Ferraris, capazes de dar luta à Mercedes e a Ferrari em Barcelona? De realçar que Verstappen alegou que, na corrida passada, “o Safety Car\" virtual lhe tirou a possibilidade de um pódio”, pelo que tudo indica, a sua principal vítima seria Sebastian Vettel.

Em Barcelona, não existe nenhuma dúvida de que as "Flechas de Prata", a Mercedes, voltarão à carga. Mas os "tifosis" têm fé e acreditam que os seus pilotos (Leclerc e Vettel) farão algo diferente. Os ferraristas sabem que a Mercedes está a um nível superior, mas não perdem o foco e continuam no encalço da Mercedes até conseguirem a reviravolta.

Amanhã poderemos assistir a uma corrida electrizante em velocidade pura e os fãs esperam, mais uma vez, ver lutas implacáveis entre os pilotos e ultrapassagens de cortar a respiração. Quem irá vencer o Grande Prémio da Catalunha?...
Serão os ferraris a pôr um travão no ciclo de dobradinhas e vitórias da Mercedes? Ou veremos uma Red Bull Racing Honda a suplantar ambas nas 66 voltas, 16 curvas e no percurso de 4.665 Km (2.892)? A ver, vamos.