Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Moxico em franco desenvolvimento

Gaudêncio Hamelay, no Lubango - 11 de Janeiro, 2015

Moxico em franco desenvolvimento

Fotografia: José Cola

Presente nos nacionais de juvenis, que decorre no Lubango, com duas equipas, Maria Jones “Kikas” disse que devido a este incentivo a agremiação preferiu apostar nos escalões de formação com duas equipas (masculino e feminino). 

Convidada a avaliar a prestação das duas equipas nos nacionais de juvenis, Marias Jones ressaltou: “A nossa série dá medo por termos calhado com Petro de Luanda, ASA e 1º de Agosto”.

A responsável justificou que são as equipas do país que mais temem. Contudo, assegurou estar tranquila para demonstrar o que ensinou aos petizes durante os dez meses de “árduo trabalho de preparação”.

A Associação Provincial de Andebol do Moxico controla o Onze Bravos do Maquis e alguns núcleos escolares. O Onze Bravos movimenta o andebol em todos os escalões, com mais de 200 atletas.

ANDEBOL
Primeira fase
encerra hoje


A primeira fase dos campeonatos nacionais de andebol em juvenis, que decorrem na cidade do Lubango, encerra hoje com disputa da quinta e última jornada nos pavilhões de Nossa Senhora do Monte e do Benfica do Lubango.

São Salvador do Congo defronta o VISA, para a série B masculina. Noutro encontro do grupo, o Lumege joga com Onze Bravos do Maquis no principal jogo da série. Para a série C, Renascimento tem as portas abertas para golear o Desportivo do Cunene. O líder da série é mais forte e vai defrontar uma equipa com muitas debilidades técnicas. O conjunto do Cunene dá os primeiros passos  na alta roda do andebol nacional.

À entrada da quinta jornada, o 1º de Agosto lidera a série A com seis pontos, seguido do Petro de Luanda (4), Kabuscorp do Palanca (2), Atlético do Namibe (0) e Desportivo de Menongue (0).

Na série B, o Interclube da Huíla lidera com seis pontos, seguido do Lumege (2), Onse Bravos do Maquis (2), VISA (2) e São Salvador do Congo (0).
Na série C, Renascimento lidera com seis pontos, sob olhar do 4 de Abril (4), Ferroviário de Luanda, Inter de Benguela (0) e Desportivo do Cunene (0).

EM FEMININO
Para o grupo A, o Desportivo de Menongue defronta o Onze Bravos do Maquis sem qualquer favoritismo. A equipa do Moxico é a quinta classificada com dois pontos e joga com a última que ainda não venceu na prova.

No grupo B, Águias do Calumbiro tem hoje a possibilidade de chegar a outra fase da prova. A terceira classificada enfrenta Desportivo do Cunene, conjunto que desconhece a sensação de vitória e ocupa o último lugar sem pontos.

As emoções do dia estão reservados para os jogos da série C. O Nacional de Benguela joga com Ferroviário de Luanda. O primeiro classificado joga com o terceiro em partida com resultado imprevisível. As duas equipas querem chegar a outra fase em melhor posição.

Para a mesma série, o Electro do Lobito defronta a Escolinha do Huambo, duas equipas que ainda não ganharam na competição. A busca da primeira vitória coloca frente a frente as duas últimas classificadas.

Na classificação geral da série A, 1º de Agosto lidera com seis pontos, seguido do ASA (4), Petro de Luanda (4), Escolinha do Namibe (2), Onze Bravos do Maquis (2) e Desportivo de Menongue (0).

Na Série B, 1º de Agosto de Benguela ocupa a primeira posição com seis pontos, seguido do Sporting Clube do Lubango (4), Promaz (4), Águias do Calumbiro (4), Sassamba (0) e Desportivo do Cunene (0). Nacional de Benguela lidera a série C com seis pontos, secundado pela Casa Pessoal do Porto do Lobito (4), Ferroviário de Luanda (2), Escolinha do Huambo (0) e Eléctro do Lobito (0).
GAUDÊNCIO HAMELAY- LUBANGO