Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

MPLA trabalha com agentes desportivos

Joo Francisco - 18 de Outubro, 2018

Mrio Rosa leva reunio novas propostas de desenvolvimento desportivo em Angola

Fotografia: Kindala Manuel | Edies Novembro

Preocupado com o futuro do desporto, o Executivo trabalha com diferentes instituições desportivas para se encontrar as vias de relançamento da marca Angola no mundo. A nova estratégia da política desportiva do partido \"governante\" está inserida no Plano de Desenvolvimento Nacional. Para o sucesso da empreitada, os actores directos são chamados a contribuir com ideias valiosas. Mário Rosa, vogal da Comissão Executiva do Comité Olímpico Angolano (COA), é uma das vozes autorizadas para ajudar na elaboração do documento final.
Na sua intervenção, durante a sessão de auscultação promovida pelo Ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, na última terça-feira, no ENAD (Escola Nacional de Administração), Mário Rosa, em nome dos agentes desportivos, reiterou que os maus resultados das selecções nacionais são consequências do curto período de preparação.
\"Às vezes, por falta de dinheiro, fizemos a nossa preparação em três dias, quando o ideal devíamos fazê-la em cinco\", esclareceu.
O antigo secretário-geral do COA chamou a atenção sobre a importância da preparação das selecções nacionais para os eventos desportivos internacionais. No seu desabafo, Mário Rosa defende que a alta competição requer melhor compreensão das entidades responsáveis do Estado.
\"Não queremos ser tratados assim. Temos de cuidar melhor da preparação. A alta competição faz-se com seriedade e infra-estruturas condignas\", disse.
Para o antigo vice-presidente do COA, o contributo dos agentes desportivos seria mais valioso desde que as três partes, mormente o Ministério das Finanças, Chefes de Sectores de diferentes áreas do Minjud e as Federações Nacionais, voltassem a sentar-se à mesa para se discutir as necessidades de cada um dos desportos e \"encontrar os melhores caminhos para o futuro\". Contudo, disse estar \"satisfeito\" pela \"verdadeira aula\" da Secretária de Estado para o Orçamento e Investimento Público, Aya-Eza da Silva, sobre a execução orçamental do OGE.
O Ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social auscultou os parceiros sociais, num evento em que o Ministério da Juventude e Desportos e o Comité Olímpico Angolano voltaram a reclamar da falta de dinheiro para a alta competição, depois de tê-lo feito num encontro com o membros do bureau político para área social do MPLA.
O Jornal dos Desportos apurou que o Ministério da Juventude e Desportos, na qualidade de unidade orgânica, tem disponível na proposta do OGE (Orçamento Geral de Estado) de 2019 \"um tecto no valor de 901.307.237 kwanzas para a continuidade da implementação do projecto de Estudo e Construção do parque de campismo da Juventude em Benguela\".
O documento faz referência sobre as prioridades do OGE 2019 e justifica que \"além da implementação do projecto de Estudo e Construção do parque de campismo da Juventude em Benguela, adicionalmente, o Minjud não pretende incluir novos projectos, na medida em que não tem espaço fiscal suficiente e que a prioridade é conclui-lo\".
Alguns agentes já se mostraram entristecidos face à degradação da maior parte dos pavilhões gimnodesportivos e Estádios em todo o país. A recuperação dessas infra-estruturas é imperiosa para a execução da massificação desportiva.
No Plano de Desenvolvimento Nacional (2018-2020), o programa de Generalização da Prática Desportiva e Melhoria do Desporto de Rendimento contempla o crescimento de agentes desportivos. O número de praticantes de recreação desportiva deve passar de 155 mil (2017) para 843 mil (2022) e o número de atletas federados vai passar de 53,9 mil (2017) para 57 mil (2022).


GUIÃO E QUESTIONÁRIO
Aprovado diagnóstico de alta competição


Em busca de consenso para a elaboração do \"Guião de Entrevistas com dirigentes federativos do COA, ex-dirigentes, praticantes e Minjud\" e do \"Questionário para a recolha de informação para a realização do diagnóstico do sector dos desportos”, com realce para os desportos de alta competição, a sede do MPLA volta a acolher amanhã os representantes das federações nacionais desportivas, do Comité Olímpico Angolano e do departamento para a política social do Comité Central do partido anfitrião.
A Secretária do bureau político do MPLA para a Política Social, Yolanda Gisela Ribeiro dos Santos, e o Director para a Política Social do mesmo partido, Fernando Muquepe, voltam a reunir-se com o Director Nacional dos Desportos, Walter Daniel, representante do COA, Mário Rosa, representantes de cada uma das Federações Nacionais Desportivas e membros seniores do Ministério da Juventude e Desportos. A conclusão dos dois documentos orientadores sobre o diagnóstico do sector desportivo deve acontecer até o final do mês. As visitas das equipas, que vão coordenar os grupos nas regiões Norte, Centro, Leste e Sul, estão a ser acauteladas. Cada grupo deve ser formado por três elementos e devem deslocar-se até os locais mais distantes das sedes municipais.