Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Muandumba pede maior investimento

Hermínio Fontes - 22 de Junho, 2014

Gonçalves Muandumba reconhece carências na formação dos futebolistas

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Manuel Muandumba, admitiu ontem, após a final da I edição do Torneio Internacional "Geração do Futuro", no campo da Glória, pertença da Academia de Futebol de Angola (AFA), organizadora da prova, existirem carências na formação dos clubes angolanos.

O dirigente apelou ao maior investimento neste escalão, face aos desafios do futuro no país. Em declarações à imprensa, o responsável máximo dos desportos em Angola aconselha a intervenção urgente para melhorar o quadro actual.

"Este torneio vem dar resposta à consciência que todos nós temos de que o futebol em Angola não está bem. O nosso futebol, diríamos mesmo, está doente e precisa de uma solução", reconheceu, Gonçalves Muandumba.

Muandumba apelou às entidades ligadas a modalidade rainha, para ajudarem o Governo para que juntos, possam dar as respostas necessárias e com isto dignificar as cores da bandeira nacional nas competições internacionais.

"A preocupação de todos os agentes desportivos é que o grande problema do futebol e demais modalidades é a formação. É necessário apostar na base, nos escalões de infantis e iniciados", sublinhou.

"Apelo para que iniciativas como esta, se realizem em todas as províncias, municípios, distritos e comunas do país, pois o futebol para além da integração no aspecto social, tem também a solidariedade do "fair-play" e a amizade entre os povos", defendeu o ministro.

Preocupado com a real situação do futebol nacional, o governante, em nome do ministério que dirige, aproveitou o momento para anunciar que o seu pelouro,tudo está a fazer realizar este ano um encontro de formação para o futebol.

"Quero aproveitar a oportunidade para dizer que brevemente, vamos realizar no país, um encontro de formação de futebol, ou seja das escolas, academias e núcleos do desenvolvimento do futebol que existem em todo território nacional para montarmos uma estratégia comum", destacou.

"Estamos a tratar dos apoios institucionais e mobilizar patrocínios, para que neste nível de idade se comece aprender o futebol com os seus fundamentos e amanhã, termos uma Selecção Nacional de futebol, quer sénior ou de juvenis preparada com fundamentos credíveis", enfatizou.

O ministro felicitou a iniciativa da Academia de Futebol de Angola pela organização do Torneio Internacional "Geração do Futuro", que vai ajudar o Governo a encontrar respostas para inverter o quadro actual da modalidade, com destaque para os escalões de formação.
"Foi uma experiência fantástica e estou bastante satisfeito com o que acabamos de ver durante estes dias. Por isso, só nos resta felicitar a AFA por esta brilhante iniciativa e também os clubes que se predispuseram a participar neste torneio", salientou.

"Fomos informados de que esta foi a primeira experiência com a participação de uma equipa de outro país e que nos próximos anos outras virão. Acredito que isto vai criar um movimento importante, sobretudo na troca de experiências, uma vez que os praticantes estão em tenra idade e a convivência com outros atletas da mesma faixa etária pode ser muito bom para o nosso futebol", disse o ministro.