Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Muandumba quer cautelas

Silva Cacuti - 30 de Janeiro, 2014

Especialistas discutiram ontem o plano estratégico de desenvolvimento do desporto no auditório da Escola Nacional da Administração

Fotografia: Kindala Manuel

O Ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, alertou ontem às federações nacionais a não assumir  a organização e participação em eventos internacionais sem que estejam previamente aprovados pelo Governo e orçamentados.

O governante falava por ocasião da abertura do III Conselho Superior do Desporto no auditório da Escola Nacional de Administração, em Luanda.

“Uma chamada de atenção às federações que não podem perder de vista: os compromissos internos e externos previstos para este ano, entre outros os Jogos da CPLP, a decorrer no nosso país  de 15 a 31 de Julho e os jogos da SADC, em Dezembro, no Zimbabwe. Lembrar que só devem assumir a organização e participação em eventos internacionais, previamente aprovados pelo Governo e orçamentados”, disse.

Dirigindo-se aos mais de 120 participantes, entre vice-governadores, presidentes de federações, associações e clubes desportivos, praticantes, ex-praticantes e responsáveis do seu pelouro, o governante considerou a ocasião como uma oportunidade de ouro para que se possa discutir, contribuir e enriquecer a estratégia de desenvolvimento do desporto por ser a derradeira etapa para a sua aprovação.

O governante alertou também os desportistas nacionais para a necessidade de combater a violência no desporto que descreveu como  “um fenómeno recente entre nós, mas que tem vindo a ganhar terreno e que carece de legislação consentânea”.

Após declarar aberto o Conselho Consultivo, Gonçalves Muandumba deu lugar ao Secretário de Estado para o Desporto, Albino da Conceição, que  procedeu à apresentação da proposta de política desportiva e estratégia de desenvolvimento do desporto.

Os eixos que sustentam a estratégia, a questão do financiamento e a definição de modalidades, referências que dominaram a apresentação de Albino da Conceição.

Após à apresentação seguiu-se um período de discussão do documento em que os vários agentes apresentaram sugestões sobre as linhas programáticas espelhadas no documento.

A proposta de estratégia de desenvolvimento do desporto recebeu ontem as últimas contribuições e deve, nos próximos tempos, ser submetida ao Conselho de Ministros para  aprovação.

Recordar que a discussão do documento vem a seguir  à recente aprovação pelo Parlamento da proposta de Lei Nacional do Desporto e da proposta de Lei que aprova o Regime Jurídico das Associações Desportivas .

A agenda do encontro reservou  ainda uma reflexão sobre o estado do futebol nacional, numa apresentação que esteve à cargo de responsáveis da Federação Angolana de Futebol.

Foi ainda abordada a realização e participação em eventos desportivos até 2017 e o tema sobre gestão integrada de projetos construídos no âmbito da realização em Angola do 41º campeonato mundial de hóquei em patins,  apresentação feita  pelo engenheiro Victor Bettencourt.