Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mundial da Fórmula 1 vai ser alargado em 2014

01 de Outubro, 2013

FIA aprova novo calendário para a época de 2014 que tem início a 16 de Março com o GP da Austrália

Fotografia: AFP

Em fase de preparação para a próxima época de Fórmula 1, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) já definiu a programação para 2014. A entidade confirmou, no sábado, 22 corridas, o que significa um recorde de provas disputadas num único campeonato. Assim como em 2011, 2012 e 2013, o Brasil vai ser responsável por sediar o encerramento do Mundial, a 30 de Novembro.

Conforme a programação apresentada, a próxima época tem início a 16 de Março, no Grande Prémio da Austrália. Programado para ocorrer já este ano e cancelado por problemas estruturais, o GP das Américas, em Nova Jersey, volta a aparece no calendário, mas tem de passar por nova avaliação. A Rússia, por sua vez, está confirmada para receber a prova.Outra novidade para 2014 é uma corrida em território mexicano, embora esteja ainda programada com carácter provisório.

O país recebeu etapas da Fórmula 1 em 16 oportunidades, entre 1962-1970 e 1986-1996. A 28 de Maio de 1989, o brasileiro Ayrton Senna venceu no circuito Hermanos Rodriguez.

País de origem da equipa Red Bull, a Áustria está de volta ao calendário devido à forte influência da equipa chefiada por Christian Horner. A primeira prova em território austríaco foi disputada em 1964, no circuito de Zeltweg Airfield. Depois de seis anos, a etapa voltou a ser realizada ininterruptamente no Osterreichring, até 1987. Após dez anos de fora, o país regressou à F-1 na mesma pista, rebaptizada de A1 Ring, sediando provas até 2003.

Calendário Completo
16 de Março - Austrália (Melbourne), 30 de Março - Malásia (Sepang), 6 de Abril - Coreia (Yeongam) – data provisória, 20 de Abril - China (Xangai), 27 de Abril - Bahrein (Sakhir), 11 de Maio - Espanha (Barcelona), 25 de Maio - Mónaco (Mónaco), 1 de Junho – Nova Jersey (GP das Américas), 8 de Junho - Canadá (Montreal), 22 de Junho - Áustria (Spielberg), 6 de Julho – Grã-Bretanha (Silverstone), 20 de Julho - Alemanha (Hockenheim), 27 de Julho - Hungria (Budapeste), 24 de Agosto - Bélgica (Spa), 7 de Setembro - Itália (Monza), 21 de Setembro - Singapura (Marina Bay), 5 de Outubro - Japão (Suzuka), 12 de Outubro - Rússia (Sochi), 26 de Outubro - Abu Dhabi (Yas Marina), 9 de Novembro - México (Cidade do México), 16 de Novembro - EUA (Austin) e 30 de Novembro - Brasil (Interlagos).

FÓRMULA 1
Barrichelo faz contactos
para a próxima temporada

Rubens Barrichello está a fazer contactos com equipas de Fórmula 1, com vista ao seu regresso na próxima temporada.

O piloto brasileiro afirma que conta com o apoio financeiro de empresas brasileiras e coloca a sua experiência como um atractivo no momento em que a categoria vai passar por profundas mudanças no regulamento técnico, com a adopção de motores V6 Turbo a partir do ano que vem.

O contacto com as equipas começou no Grande Prémio da Itália, no início de Setembro. Rubens Barrichello esteve em Monza como comentarista da TV Globo e aproveitou a viagem para conversar com algumas equipas. Foi o caso da Lotus-Renault. O chefe da equipa, Eric Boullier, preferiu não confirmar nominalmente o contacto com Rubens Barrichello, mas deu pistas.

“O meu telefone anda a tocar depois que a saída de Kimi Raikkonen foi confirmada. E uma das chamadas foi de um ex-piloto que quer voltar à Fórmula 1. Mas não vou dizer quem é”, afirmou o responsável da equipa. Questionado se a escolha poderia ser de um nome ainda não ligado à equipa, Eric Boullier fez mistério: “Talvez.”

A Lotus-Renault não é o único alvo do brasileiro. O piloto fez contactos com outras equipas do pelotão intermédio, como a Sauber-Ferrari.
Ao site alemão “Auto Motor Und Sport”, o piloto brasileiro afirmou estar pronto para regressar à categoria. Rubens Barrichello disse que basta um treino específico de pescoço para poder sentar-se num carro de Fórmula 1 e pilotar.

Em 2012, Rubens Barrichello disputou o campeonato da Fórmula Indy. Mas, este ano, correu apenas nos carros de turismo da Stock Car brasileira.