Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Murray atinge as meias-finais do Master de Montreal

16 de Agosto, 2015

Andy Murray não facilita no torneio de Montreal

Fotografia: AFP


Andy Murray conquistou uma importante vitória ontem, no Masters 1000 de Montreal, no Canadá. Ao superar o francês Jo-Wilfried Tsonga por dois sets a zero, com duplo 6/4, o tenista escocês não apenas avançou à meia-final como também se aproximou da segunda posição do ranking e ainda sacramentou a sua vaga no ATP Finals, torneio que encerra a temporada.
Exibindo grande regularidade neste ano, o britânico somou pontos suficientes para assegurar um dos oito lugares na competição que será disputada em Novembro, em Londres, diante da sua assistência. Antes dele só estava classificado o "número um" Novak Djokovic, campeão do Open da Austrália e de Wimbledon.
A classificação com três meses de antecedência contrasta com o seu desempenho na temporada passada, quando sofreu para obter a vaga, de última hora, no torneio que junta os oito melhores do ano. "É muito bom garantir a classificação com tanto tempo de antecedência. E é bem diferente do ano passado, quando eu tive de disputar seis torneios em seis semanas (para buscar a pontuação suficiente). Espero preparar-me melhor desta vez", comentou Murray.
Depois de Murray, os suíços Stan Wawrinka e Roger Federer estão próximos da classificação. Wawrinka foi campeão de Roland Garros e o veterano da Suíça foi vice-campeão em Wimbledon neste ano. O checo Tomas Berdych, o japonês Kei Nishikori e os espanhóis Rafael Nadal e David Ferrer completam o Top 8 do ranking da temporada neste momento.
O triunfo ontem em Montreal também deixou Murray perto de reassumir o segundo lugar do ranking. Agora ele está a apenas 45 pontos de Federer, que não está a competir no Canadá. Se vencer Nishikori na meia-final, o escocês garante o regresso à vice-liderança, atrás apenas de Djokovic.
Para se aproximar do sérvio, Murray precisou de vencer um jogo duro com Tsonga. Contra o actual campeão no Canadá, o escocês precisou aproveitar as raras oportunidades que surgiram. Assim, obteve apenas uma quebra de saque em cada set para abrir a vantagem suficiente para vencer o jogo, numa hora e trinta e nove minutos.
Na meia-final, tem pela frente o embalado Nishikori. O actual número quatro do mundo avançou na chave ao eliminar Rafael Nadal em sets directos, com parciais de 6-2 e 6-4.

DUPLAS

Bruno Soares e Alexander Peya conheceram também ontem os seus rivais na meia-final em Montreal. O brasileiro e austríaco terão pela frente os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan, que venceram justamente Nadal e Fernando Verdasco por 6-3, 6-7 (5-7) e 10-8. Soares e Peya procuram o tricampeonato no Masters 1000 disputado no Canadá.