Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Murray defronta Djokovic na final

30 de Janeiro, 2016

Andy Murray defronta domingo o sérvio Novak Djokovic

Fotografia: AFP

Na segunda meia-final do primeiro “Grand Slam” do ano, Murray venceu o canadiano Milos Raonic 14.º do circuito em cinco "sets", pelos parciais de 4-6, 7-5, 6-7 (4-7), 6-4 e 6-2, em quatro horas.

Na final de Melbourne, que reedita o encontro decisivo de 2015, conquistado pelo sérvio, Murray e Djokovic vão defrontar-se pela 31.ª vez numa contabilidade claramente favorável ao líder do “ranking”, que ganhou 21 encontros.

PARES
A tenista suíça Martina Hingis, antiga líder do “ranking” mundial de singulares, e a indiana Sania Mirza sagraram-se ontem campeãs de pares femininos do Open da Austrália em ténis, primeiro "Grand Slam" do ano.

Na final, Hingis e Mirza primeiras cabeças de série venceram a dupla checa formada por Andrea Hlavackova e Lucie Hradecka, sétimas favoritas em dois ‘sets’, pelos parciais de 7-6 (7-1) e 6-3, em uma hora a 49 minutos.

As novas campeãs de pares femininos do Open da Austrália, que partilham a liderança no “ranking” mundial da variante ganharam em 2015 os títulos da mesma especialidade em outros dois "Grand Slam": Roland Garros e Wimbledon.

Esta foi a 36.ª vitória consecutiva de Hingis e Mirza, a terceira melhor série de triunfos de sempre no circuito profissional e a melhor desde 1990, quando as checas Jana Novotna e Helen Sukova venceram 44 encontros seguidos.

A melhor série de sempre de um par feminino no circuito profissional pertence às norte-americanas Martina Navratilova e Pam Shriver, que ganharam 109 encontros consecutivos entre 1983 e 1985.