Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Murray sonha com a liderança

04 de Abril, 2013

Tenista britânico sonha com a liderança mundial do ranking ATP

Fotografia: AFP

O britânico Andy Murray garantiu o seu retorno à vice-liderança do ranking mundial de ténis ao conquistar o Masters 1000 de Miami, domingo passado, com vitória sobre o espanhol David Ferrer. O tenista escocês disse que a ascensão na lista da ATP é um reflexo do seu bom trabalho e já sonha em tomar o primeiro lugar do sérvio Novak Djokovic.

No ranking que foi publicado na passada segunda-feira, Andy Murray aparece à frente do suíço Roger Federer na vice-liderança, posto que também ocupou em Agosto de 2009.
“Para mim não muda muita coisa, mas o facto de eu estar a subir no ranking é um bom sinal, pois tenho ganho muitas partidas. A minha consistência melhorou nos últimos meses e o ranking obviamente reflecte isso. Então, tentarei e continuarei a trabalhar duro nos ‘courts’ e quem sabe possa ir mais alto”, disse o tenista britânico.

Para garantir o título em Miami e, consequentemente, regressar à vice-liderança do ranking, Andy Murray teve bastantes dificuldades no domingo. Depois de um mau início de partida, em que foi dominado por David Ferrer, ele conseguiu estabilizar-se psicologicamente e venceu com parciais de 2/6, 6/4 e 7/6 (7-1).
“Foi uma partida empolgante. Acho que nenhum de nós dois tenha jogado o seu melhor ténis, houve muitas quebras, altos e baixos, e muitos erros dos dois lados. Mas o que fiz foi continuar a lutar, mostrei boa força mental e consegui passar pela partida, porque ela poderia ter escapado facilmente”, admitiu.

REGRESSO DE NADAL

Rafael Nadal já começou a preparar-se para os torneios de terra batida que terá pela frente na Europa. Após o título do Masters 1000 de Indian Wells, o espanhol optou por não disputar o Masters de Miami para concluir a recuperação do seu joelho esquerdo, que o deixou sete meses longe dos “courts”.
Na Europa, Rafael Nadal vai defender quatro títulos: Masters de Monte Carlo e Roma, ATP 500 de Barcelona e Roland Garros. A maratona de terra batida começa no dia 14 de Abril, quando terá início a competição de Monte Carlo, em Mónaco.


Antigo árbitro condenado
por difamação a Noah


O antigo árbitro Milan Sterba foi condenado pelo tribunal correccional de Paris por difamação, por acusar o ex-tenista francês Yannick Noah de ter usado produtos dopantes, numa entrevista ao site suíço 20 Minutes.
O tribunal condenou Milan Sterba ao pagamento de uma multa suspensa de 800 euros e outra de 5.000 euros por danos ao vencedor de Roland Garros em 1983. Numa entrevista divulgada em Março de 2011, intitulada “Yannick Noah nem sempre foi honesto”, o ex-árbitro suíço disse que era “do conhecimento público” que o francês “tomava produtos” e que tinha “testemunhado essas práticas” quando este conquistou o único torneio do Grand Slam da sua carreira, “um título que nunca devia ter conservado”.

Milan Sterba contou que nos quartos-de-final de Roland Garros de 1983, Yannick Noah saiu do ‘court’ em diversas ocasiões, voltando em cada uma delas “com os olhos dilatados”.
Pouco antes da entrevista do árbitro, aquele que durante vários anos foi a personalidade preferida dos franceses escreveu uma crónica no jornal “Le Monde” que falava de doping. No texto, Yannick Noah acusava os desportistas espanhóis de ter encontrado a “poção mágica”.


Masters 1000 de Roma
divulga atletas inscritos


O Masters 1000 de Roma vai contar com todos os tenistas do top 10 do ranking da ATP (Associação de Tenistas Profissionais). A organização divulgou os inscritos da chave principal do torneio, que é disputado em terra batida, com início no dia 12 de Maio. Rafael Nadal é um dos cabeças de série da competição.

 O espanhol, actual campeão do torneio, vai lutar pelo seu sétimo título na capital italiana.  Roma também vai ter a presença de Roger Federer, que, depois de perder para Rafael Nadal em Indian Wells, optou por não disputar o Masters de Miami, razão pela qual caiu para o terceiro lugar no ranking. Roger Federer não vai disputar o torneio de Monte Carlo e regressa uma semana antes do torneio italiano para disputar o Masters em Madrid. O cabeça de série principal é o sérvio Novak Djokovic, número um do ranking. Andy Murray, Juan Martin Del Potro, David Ferrer e Jo-Wilfred Tsonga são outros importantes tenistas que estarão na disputa.


Monte Carlo
Del Potro e Monfils
recebem convite


O argentino Juan Martin del Potro e o francês Gael Monfils receberam convite para participar do Masters 1000 de Monte Carlo, que arranca no dia 14 de Abril.
O argentino, que actualmente é o número 7 do Mundo, não pretendia jogar a competição, mas resolveu participar e volta às quadras após Indian Wells, em que terminou como segundo classificado ao perder a final para o espanhol Rafael Nadal.

O atleta ficou de fora do Masters de Miami devido a problemas pessoais e procura uma melhor recuperação de uma leve lesão no punho esquerdo.
Confirmado na disputada, Gael Monfils também sofre de uma lesão. Há quase dois anos, o francês tem problemas num joelho. O tenista não joga desde Fevereiro, quando foi eliminado precocemente na estreia dos torneios de Roterdão e Marselha. Antes, vai disputar o ATP 250 de Houston, nos Estados Unidos.

Entre os participantes do Masters de Monte Carlo estão os top 10 Novak Djokovic, Andy Murray, Rafael Nadal, David Ferrer, Tomas Berdych, Jo-Wifried Tsonga, Janko Tipsarevic e Richard Gasquet. Roger Federer preferiu não competir para se preparar melhor para as próximas competições.