Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mutante revela lesão na coluna após derrota

25 de Fevereiro, 2015

Cezar Mutante perdeu o seu segundo combate no UFC

Fotografia: AFP

Campeão do Primeiro TUF Brasil em pesos médios, Cezar Mutante perdeu o seu segundo combate no UFC no último domingo, ao ser nocauteado por Sam Alvey. Depois do evento, ele usou as redes sociais para se abrir aos seguidores e revelar uma lesão grave na coluna que, segundo o paulista radicado em Belo Horizonte, fazia com que tivesse de dormir sentado.

O pupilo de Vitor Belfort afirmou que sofreu durante mais de dez anos com um problema sério na coluna lombar."Não quero dar desculpas para derrota, nunca fiz isso e agora não ia ser a primeira vez. Mas a vitória que tive foi a que Deus me permitiu, voltar a trabalhar, e estou muito feliz e grato por isso. Essa lesão já me incomodava há mais de dez anos, e os últimos dois anos da minha vida eu dormi  sentado. Se dormisse em qualquer outra posição, eu não conseguia andar no dia seguinte", afirmou Mutante.

O problema agravou-se na luta contra Andrew Craig, uma vitória do brasileiro. "A minha vértebra deslocou-se ainda mais e, por isso, alguns dias depois, as minhas pernas estavam quase  paralisadas. Tive de fazer uma cirurgia de emergência, e o procedimento foi feito pela minha barriga. O médico removeu o disco danificado entre L5 e S1 e colocou uma prótese  fixando-a com quatro parafusos.Na mesma cirurgia, foram colocados mais quatro parafusos e duas astes pela parte posterior, para então concluir a artrodese.

O lutador teve de ficar três meses em recuperação, esperando o processo de cicatrização e calcificação. Mutante afirma que teve dificuldades também em lidar com as limitações que a cirurgia causou, já que teve de ser paciente para voltar aos treinos.Um novo episódio na coluna ia ser também um obstáculo. "Tive uma grande inflamação sacroilíaca, uma espécie de efeito colateral da cirurgia de artrose, que limitava os meus movimentos.

Eu mal conseguia abaixar-me para calçar os sapatos. Era necessário fazer uma denervação por rádiofrequência na articulação. Dentro da sala para fazer tal procedimento, recebi o convite do UFC para lutar em Porto Alegre. Perguntei ao médico na mesma hora se podia aceitar. Ele me deu o "ok", desde que eu me sentisse bem diante de tudo que eu havia passado. Aceitei ali mesmo o desafio, dentro da sala de cirurgia", contou Mutante.