Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nacionais agendados para Junho

Joo Francisco - 09 de Maio, 2019

Percurso da prova de fundo tem a partida na Aldeia 107 em direco Estrada da Muxima com viragem na Estrada de Cabo Ledo

Fotografia: AFP

A XXIX edição do Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada Unificado(CNCEU2019) vai ser, definitivamente, disputada entre Luanda e Bengo, de 27 a 30 de Junho, de acordo com o comunicado do evento a que as Associações Províncias, equipas, clubes, ciclistas e imprensa, tiveram acesso, no início do mês em curso.

Soubemos ainda, que ontem, a direcção da Federação Angolana de Ciclismo (FACI) esteve reunida na sua sede, localizada na Cidadela Desportiva, sob coordenação da Presidente de Direcção, Cremilde Rangel, e que um dos principais assuntos colocados à mesa foi a realização do evento, que é praticamente a actividade anual mais importante da instituição.

E, pela primeira vez, a cronometragem de todas as provas, nomeadamente, as de velocidades, os contra-relógios, individuais e por equipas de 25 e 50 Km, respectivamente, bem como a prova em linha de 160 Km, a contar para o Campeonato de Estrada na Especialidade de fundo ou resistência, vai estar a cargo da Orped - Angola, com quem a FACI pretende chegar a acordo, logo nas próximas horas.

Na reunião de ontem foram ainda criadas várias comissões de trabalho que vão laborar na criação de condições para o evento, como por exemplo, o alojamento/alimentação das caravanas, oriundas das outras províncias e muitas inclusive de Luanda, que não têm grandes condições para o suporte das despesas. 

A maior parte das caravanas, de princípio, vai ser "acampada" no "aldeamento" da Tuturica, ao Km14, em direcção ao Distrito de Viana. Não será a primeira vez, porque experiências anteriores demonstraram que esta alternativa poupou sempre muitos recursos aos cofres da FACI, que costuma assumir por volta de 70 por cento dos custos na organização destes Campeonatos, seja em que província for. Os interessados( neste caso todos os associados ordinários e extraordinários da FACI) têm o período de 15 deste mês  a 15 de Junho, para enviar  a sua inscrição ao Secretariado da Faci, com a documentação que é exigida para o efeito, ou seja, Bilhete de Identidade, duas fotos do tipo passe, seguro Desportivo e de um ofício em folha timbrada e carimbado pela instituição responsável pela equipa.

A reunião técnica, no dia 27 de Junho, vai ser o primeiro acto do CNCUE2019, em local a indicar oportunamente. No dia 28 disputa-se o contra-relógio individual de 25 Km, em todas as categorias.

O contra-relógio Individual, tem o seu percurso com partida na Vila de Cabala (Bengo), com viragem no Km 25 da mesma região e o corte da meta logo é depois da ponte da Cabala. Dia 29 (sabádo), realiza-se o contra-relógio por Equipa de 50 Km, apenas para Elites(seniores), sub-23 e Juniores.

O percurso, tem igualmente partida na Vila da Cabala, com viragem no Km 25 e a chegada no mesmo local da partida. Dia 30.05 ( Domingo) disputa-se finalmente a prova em linha de 160 Km, para as classes de Elites, sub 23, juniores e Masters 30 ( 1ª classe de veteranos). Os Masters 40/ 50, Juvenis e Cadetes, vão cumprir apenas 50 por cento da distância.

O percurso desta prova de fundo, considerada "prova Rainha" do Campeonato Nacional de Estrada, vai ter a partida na Aldeia 107, em direcção à Estrada da Muxima, viragem para a Estrada de Cabo Ledo, ao longo de 16 Km, onde se efectua a 2ª viragem para o regresso e o corte da meta no mesmo local de partida.Comissões CNCEU 2019  as mesmas do GP Pepino.                 

As comissões de trabalho criadas na quarta-feira ( 08.05 ) pela FACI, podem, igualmente, ser as mesmas que estarão no  centro da preparação do "I Grande Prémio Pepino", que será institucionalizado, pela primeira vez, a partir deste ano. 

A I edição  do "GP Pepino",  disputa-se em Benguela, em Outubro, embora a data exacta dependa ainda duma concertação com a família do homenageado, Associação Provincial de Ciclismo de Benguela(APCIB) e do Ministério da Juventude e Desportos ( Minjud).  O projecto já foi aprovado, inclusive, pelo Executivo angolano.