Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

"Nacional" congrega especialidades

Rosa Panzo - 07 de Dezembro, 2019

Fotografia: DR

Os estilos de luta greco - romana, livre olímpica e luta feminina estarão em evidência, no Campeonato Nacional da modalidade, a decorrer de 13 a 15 deste mês, no Complexo da Cidadela Desportiva, Luanda. 
 A prova organizada pela Federação Angolana de Lutas, será disputada nas categorias de seniores, juniores, cadetes e escolares. Na lista das confirmadas constam as equipas do Zaíre, Uíge, Malanje, Benguela, Namibe, Huambo, Bengo, Luanda e Cuando Cubango.
 Os seniores e juniores vão competir na luta greco - romana em masculino as categorias de - 55, -60, -63, -67, 72, -77, -82, -87, -97 e -130 kg.  Na luta livre disputam os -57, -61, -65, -70, -74, -79, -86, -92, -97 e -125 kg. A prova de luta feminina medem forças as categorias de 50, -53, -55, -57, -59, -62, -65, -68, -72 e -76 quilogramas.
 A classe dos cadetes vai alinhar em masculino com os -45, -48, -51, -55, -60, -65, -71, -80, -92 e 110 kg na luta livre. A luta feminina compete com as categorias de -40 kg, -43, -46, -49, -53, -57, -61, -65, -69 e -73 quilogramas.
 Para a classe escolar de luta livre alinham os atletas das categorias, de 38, 41, 44, 48, 52, 57, 62, 68, 75 e 85kg. As luta feminina conta com os 33, 36, 39, 42, 46, 50, 54, 58, 62 e 66 quilogramas.
As equipas participantes na competição terão o apoio da Federação, no que toca à deslocação, hospedagem e alimentação. Esta informação foi confirmada por Miguel Luvumbu, presidente da Federação Angolana de Lutas.
"Felizmente, podemos afirmar que temos todo o aparato preparado para esta prova. A instituição recebeu ajuda do fundo de apoio à juventude e ao desporto, e é com este dinheiro que nós estamos a realizar a prova\", disse.
 O dirigente aclarou que a Federação estipulou um numero limite de atletas a serem custeados. Quem quiser aumentar, deve responsabilizar-se pelos gastos destes.
"A Federação vai cobrir as despesas, de até quatro atletas e um dirigente. A equipa que pretender aumentar o número deve arcar com as despesas dos adicionados".