Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nacional decorre na cidade de Malange

Simão Kibondo - 14 de Maio, 2014

O campeonato encerra domingo com o circuito – fechado de 20 e 40 Kms, num perímetro de sensivelmente 1300 metros, entre o Largo 4 de Fevereiro e o Jardim Municipal de Malanje.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A província de Malanje vai organizar este ano, de 26 a 29 de Julho, o XXIV Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada Unificado, com o apoio do Governo Provincial.  À semelhança de 2013 que  a Província do Cuanza Norte  albergou em vários municípios da região  a 23ª edição, a terra das quedas de Calandula (uma das sete maravilhas de Angola) vai albergar três etapas do Campeonato, designadamente os dois contra-relógios (um individual e outro por equipas) e  a prova “rainha” em linha mais um circuito - fechado.

À cerca de um mês do Campeonato Nacional, uma equipa de avanço da Federação Angolana de Ciclismo esteve no último final de semana em Malanje para dar prosseguimento aos contactos iniciados com as autoridades locais, iniciadas pelo presidente de Direcção, Diógenes de Oliveira. A comissão coordenada pelo vice - presidente da Federação para a Cooperação e Marketing , incluiu  os presidentes do Conselho Técnico Nacional e de Arbitragem,  concluiu que a província tem capacidade para albergar o evento, tanto do ponto de vista de infra-estruturas (troços rodoviários em excelente condições), como de alojamento para os mais de 100 participantes.

Além dos contactos iniciados pelo presidente de Direcção da FACI, a comissão da FACI manteve encontros com o director Provincial da Juventude e Desporto de Malange, Caetano Tinta e com o chefe de Departamento de Desporto local, José Cardoso. Os dois dirigentes tiveram contacto com o caderno de encargos cujas despesas são repartidas entre a Federação e a província.

Etapas
De acordo com o levantamento efectuado pela equipa da FACI em conjunto com as autoridades desportivas, os contra-relógios, a prova individual e por-equipas, nas distâncias reservadas por cada uma das duas duplas categorias (juvenis/cadetes e Juniores) ficam marcados para o dia 26 e 27 de Junho, com largada no Bairro da Catepa, ruma para a Estrada Nacional número 140, passa pelo município de Cangandala, até à ponta sobre o Rio Cuanza, na zona fronteiriça entre a Província de Malanje e o município de Mussende (Cuanza Sul).

O Contra-relógio individual para juvenis e cadetes vai ter dez a 15 kms e o de  juniores e seniores 25 a 30 Kms. Já a perseguição colectiva fica agendada para o dia 27 do mesmo mês apenas para os  ciclistas juniores e seniores, para  60 Kms.

A prova “rainha” está programada para dia 28 do mesmo mês com o percurso Malanje/ Calandula/ Malanje,  os escalões intermédios fazem entre 50 a 60 Kms e o de seniores 160 a 180 Kms. O campeonato encerra domingo com o circuito – fechado de 20 e 40 Kms, num perímetro de sensivelmente 1300 metros, entre o Largo 4 de Fevereiro e o Jardim Municipal de Malanje.

Alojamento
Quéssua e Arena
são as opções


A Comissão da Federação Angolana de Ciclismo escolheu o Instituto Médio Agrário do Quéssua, como o local de alojamento dos participantes do campeonato nacional  Em Junho, o ciclismo vai ter de reservar alojamento para 70 ciclistas que devem integrar o “pelotão compacto” para o Campeonato Nacional Unificado.

A opção B recai  no interior do Pavilhão Arena de Malanje, onde as Comissões e sub-comissões pretendem  com a anuência do Ministério da Juventude e Desportos (Minjud), criar  condições para albergar a outra parte do aparato organizativo.

As vantagens para a Província de Malanje e para a modalidade de Ciclismo, em particular  com a realização do  evento, traduzem a criação de mais um pólo de desenvolvimento e  dá corpo à Volta a Angola em bicicleta, um sonho que tem de ser obrigatoriamente concretizado nos próximos anos para que a modalidade ocupe o lugar que reclama há décadas no contexto desportivo nacional e internacional.
SK