Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nacional satisfaz Federação

Gaudência Hamelay- Lubango - 22 de Novembro, 2013

Manuel Cristóvão,considerou de positivo o balanço prestado pelas equipas na primeira fase.

Fotografia: Jornal dos Desportos

 O nível técnico das agremiações é “aceitável”, porquanto não se registou nenhum caso de indisciplina. “Estamos satisfeitos com a qualidade técnica dos atletas, a boa postura dos árbitros e a organização excelente”, disse.

Manuel Cristóvão ressaltou que as expectativas da Federação foram atingidas, porquanto as associações provinciais demonstraram ter potencial humano. A elevada capacidade técnica das equipas da Huíla, Benguela, Luanda e Bié justificam o bom caminho do basquetebol angolano.

O vogal de direcção da Federação Angolana de Basquetebol afirmou que um dos problemas verificados no decurso do certame consiste na falta de hábito das equipas jogarem 12 minutos por período. A sequência de jogos na prova constitui numa “questão séria” dos conjuntos que ficaram muito tempo sem jogar. Quanto ao nível técnico dos treinadores, Manuel Cristóvão reconheceu haver algumas debilidades e aconselhou a área de formação da Federação a fazer acompanhamento nas futuras competições para proporcionar um refrescamento aos treinadores.

“Felizmente deram um refrescamento aos árbitros e aos oficiais de mesa, mas deve haver sempre alguém da área da escola para dar também formação aos técnicos de forma a acompanharem a dinâmica e a evolução do basquetebol”, aconselhou.

Quanto aos objectivos gerais da Federação traçados para a competição, Manuel Cristóvão esclareceu que estão a surtir os efeitos e está crente de que na próxima edição o número de equipas venha a aumentar. O evento desportivo trouxe outra dinâmica às equipas das províncias, que doravante vão procurar trabalhar para encontrarem financiamentos para o BAI Basket, segundo o vogal da FAB.

Manuel Cristóvão afirmou que a competição vai realizar-se anualmente num período de dez dias, num regime de concentração de equipas.