Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadadores e ginastas distinguidos

30 de Setembro, 2016

Os maiores medalhistas dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro mereceram honras de distinção e entre eles estão Michael Phelps e Simone Biles

Fotografia: AFP

O Comité Olímpico dos Estados Unidos (USOC) ontem, quinta-feira os nadadores Michael Phelps e Katye Ledecky e a equipa feminina de ginástica artística como os melhores atletas da delegação nos Jogos do Rio de Janeiro.

O USOC definiu os premiados através de uma votação na Internet feita por adeptos e com votos emitidos "por membros das famílias olímpica e paralímpica".

No regresso à competição olímpica este ano no Rio de Janeiro - após um interregno entre 2012 e 2014 - Phelps alcançou cinco medalhas de ouro e uma de prata e tornou-se o atleta com mais títulos olímpicos de sempre (23), aumentando o recorde de presenças no pódio para 28.

A nadadora Ledecky, de 19 anos, arrecadou quatro medalhas de ouro, uma de prata e estabeleceu ainda dois recordes mundiais.

Fora de água, a revalidação do título olímpico no concurso completo por equipas na ginástica artística feminina pesou na escolha dos votantes. Simone Biles, com quatro medalhas de ouro e uma de bronze, foi a grande figura da selecção.

Durante os Jogos Olímpicos do Rio2016, os Estados Unidos conseguiram 121 medalhas no total - entre elas 46 de ouro - quase o dobro das medalhas da Grã-Bretanha, segunda classificada com 67.

Na vertente paralímpica, os atletas mais votados da delegação norte-americana foram Tatyana McFadden, o nadador Brad Snyder e a equipa feminina de voleibol sentado. No que a medalhas diz respeito, os atletas paralímpicos alcançaram 115, atrás da China, Grã-Bretanha e Ucrânia.