Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadal admite melhorias

10 de Maio, 2014

Tenista espanhol negou que mais tempo de descanso possa ser uma vantagem para o torneio de Madrid

Fotografia: AFP

O número 1 do ténis mundial, o espanhol Rafael Nadal, admitiu ontem que encara com dúvidas o torneio de Madrid, após as recentes derrotas em Montecarlo e Barcelona sobre saibro, sua superfície predilecta.

“As derrotas trouxeram -me dúvidas, e não mais vontade de vencer, essa é a verdade”, admitiu o tenista durante uma entrevista. “As derrotas criam dúvidas e quem diz o contrário está  a mentir”, insistiu.

Pela primeira vez desde 2004, o espanhol não venceu nenhum torneio em Abril, mês em que é disputada a temporada de terra batida na Europa, superfície sobre a qual foi construída a lenda Nadal.

Oito vezes campeão de Roland Garros, Montecarlo e Barcelona e sete vezes em Roma, Rafael Nadal foi eliminado em Mónaco pelo compatriota David Ferrer, antes de perder na capital catalã para outro espanhol, Nicolás Almagro, nos quartos de final em ambas as ocasiões.

Nadal garantiu que se sentiu melhor fisicamente antes do torneiro de Madrid, mas negou que o maior tempo de descanso nas últimas semanas possa servir de vantagem.

“O mais difícil é conseguir uma sequência de vitórias, que é quando as coisas funcionam automaticamente e você precisa pensar menos. Perder gera mais dúvidas sobre a maneira de se mexer, de bater na bola”, explicou o tenista.

Para voltar a vencer, Nadal conta com um sorteio favorável em Madrid, onde defrontou na primeira jornada o velho conhecido argentino Juan Mónaco, a quem venceu na 2ª ronda - teve bye na inaugural -,  carimbou um triunfo com os esclarecedores parciais de 6-1 e 6-0.

Nadal já conquistou o troféu em Madrid em 2005, 2010 e 2013. Na hipotética final, Nadal pode defrontar o suíço Stanislas Wawrinka, campeão do Open da Austrália e em Montecarlo.

Nadal também beneficiou do abandono de última hora do sérvio Novak Djokovic, número dois do mundo, que sofre de dores no pulso direito. A ausência do sérvio dá também ao espanhol a tranquilidade de conservar a primeira posição no ranking da ATP.

O número um do mundo espera que o apoio do público madrileno o ajude a recuperar o seu nível.

“Estou um pouco melhor e estou ansioso de jogar neste torneio porque sempre é especial para mim. A energia que me dá este torneio é um pouco diferente e isso se sente dentro da quadra”, concluiu.


Ténis
Lesão na coxa
afasta Serena


A tenista norte-americana Serena Williams, líder do “ranking” mundial, abandonou sexta-feira o torneio de Madrid devido a uma lesão numa coxa, que a forçou a abdicar da luta pelo terceiro título consecutivo.

Williams devia defrontar ontem nos quartos de final a checa Petra Kvitova, sexta do ranking, mas nem sequer subiu ao court devido aos problemas físicos, um dia depois de ter vencido a espanhola Carla Suárez-Navarro.

A norte-americana vai também falhar na próxima semana o torneio de Roma, onde também ia lutar pelo terceiro troféu, o segundo consecutivo.