Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadal e Halep tombam na estreia

20 de Janeiro, 2016

Rafael Nadal deu favoritismo ao sérvio Novak Djokovic no torneio da Austrália

Fotografia: AFP

O segundo dia, do primeiro torneio do “Grand Slam” da temporada, foi marcado pela eliminação de Rafael Nadal e Simona Halep. Na primeira grande surpresa da edição de 2016, o tenista espanhol que é o número cinco do mundo e vencedor em Melbourne em 2009, caiu perante o compatriota Fernando Verdasco, sendo eliminado pela segunda vez na primeira ronda de um ‘major’.

Para chegar à final de 2009, Nadal tinha afastado Verdasco numa meia -final épica, que foi ontem praticamente “replicada” em mais uma “maratona” de cinco ‘sets’, que desta vez ganha pelo 45.º do ‘ranking’, por 7-6 (8-6), 4-6, 3-6, 7-6 (7-4), 6-2, em quatro horas e 41 minutos. “Foi duro, mas ao mesmo tempo, sei que fiz tudo o que podia para estar preparado.


Não era o meu dia. (...) Não há mais nada a fazer do que continuar a treinar com força, do que continuar a treinar da mesma forma como fiz nos últimos quatro, cinco meses”, disse Nadal, que não passa os quartos de final de um torneio do “Grand Slam” desde que ganhou Roland Garros em 2014.

À espera de uma chamada de casa, para anunciar o nascimento do primeiro filho, o britânico Andy Murray número dois do mundo, esteve duas horas e sete minutos em campo para “despachar” o alemão Alexander Zverev, por 6-1, 6-2, 6-3. “Espero que o telefone não tenha tocado no meu saco. Kim (a mulher) manda mensagem à minha equipa se alguma coisa ocorrer e vamos ver o que vai acontecer”, disse Murray, quatro vezes finalista em Melbourne.

Na terceira ronda, Murray pode surgir no caminho do português João Sousa, 32.º cabeça de série, que venceu o cazaque Mikhail Kukushkin, por 6-3, 6-4, 6-3, em duas horas e sete minutos. O último encontro da noite era um dos que gerava mais expectativa, em Melbourne, uma vez que podia marcar o fim da carreira de Lleyton Hewitt, um dos grandes heróis do ténis australiano.

Contudo, o antigo número um mundial e vencedor de dois “majors,” adiou a “reforma” pelo menos por mais um encontro, ao vencer o compatriota James Duckworth, por 7-6 (7-5), 6-2, 6-4. O suíço Stan Wawrinka, número quatro mundial e vencedor do Open da Austrália em 2014, beneficiou da desistência do russo Dmitry Tursunov, para seguir em frente quando vencia por 7-6 (7-2), 6-3.

Além de Nadal,  mais dois cabeças de série foram eliminados no quadro masculino, o sul-africano Kevin Anderson (11.º) e o italiano Fabio Fognini (20.º), que perderam com o norte-americano Rajeev Ram e o luxemburguês Gilles Muller, respectivamente. No quadro feminino, o maior “choque” foi a eliminação da romena Simona Halep, número dois mundial, que perdeu com a chinesa Zhang Shuai, vinda da qualificação e que venceu o primeiro encontro num quadro principal de um “major” em 15 oportunidades.

“Ela foi melhor hoje (ontem). Foi duro, estou muito desapontada. Mas foi apenas um dia, apenas um encontro. Amanhã, é um novo dia. Tenho de olhar para a frente e manter-me motivada”, disse Halep. Também a norte-americana Venus Williams, oitava cabeça de série e que já conquistou sete troféus do “Grand Slam”, foi eliminada na primeira ronda, ao perder com a britânica Johanna Konta, por 6-4, 6-2.

São já 12 as cabeças de série, eliminadas na primeira ronda, uma "razia" à qual escapou a espanhola Garbiñe Muguruza, terceira pré -designada, que venceu a estónia Anett Kontaveit, por 6-0, 6-4.