Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadal está motivado

03 de Outubro, 2013

Espanhol começou com vitória Torneio de Pequim, prova que o pode levar à liderança mundial

Fotografia: AFP

Com a possibilidade de voltar a figurar no topo do ranking mundial esta semana, o tenista Rafael Nadal afirmou, após vencer na primeira jornada do torneio de Pequim que, embora Djokovic seja o seu principal rival, ele só pensa no seu dia-a-dia.

“Se conseguir chegar à final vou encontrar-me com ele”, disse o tenista espanhol durante uma entrevista, após vencer o colombiano Santiago Giraldo na primeira rodada do Torneio de Pequim.

Nadal pode recuperar e voltar a ser o número um do mundo neste torneio - não figura na primeira posição desde Julho de 2011-, disse que Djokovic “está a jogar muito bem e o seu nível de ténis é muito alto, portanto tenho a certeza que pode obter um grande resultado”.

“Djokovic é um dos rivais mais exigentes. Se estiver a jogar quase perfeitamente, é praticamente impossível conseguir uma vitória contra ele”, destacou Nadal.
“Jogar contra ele leva-me ao limite da possibilidade de jogo e faz que trabalhe cada dia com maior motivação”, disse em relação ao rival.

Apesar de elogiar o actual número um do ranking da ATP Nadal afirmou que não “era justo dizer que é o maior rival” da sua carreira por “respeito a outros jogadores”, como  Roger Federer, Andy Murray e David Ferrer.

“Embora os encontros não tenham sido tão repetitivos como com Novak, tive uma história similar”, disse Nadal.
O maiorquino de 27 anos venceu recentemente o Open dos Estados Unidos ao superar Djokovic, mantém um balanço de 22 vitórias e 15 derrotas, com seis finais de Grand Slam.

Nadal começou bem o Torneio de Pequim com uma vitória sobre o colombiano Santiago Giraldo. Na próxima jornada o espanhol defronta o alemão Phillip Kohlschreiber.

“Hoje (terça-feira) foi uma vitória importante contra um oponente de peso como Giraldo. Se conseguir manter um bom jogo em cada dia, vou ter a oportunidade de chegar a número um no futuro. Estou motivado”, disse.