Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nadal lamenta onda de lesões

29 de Novembro, 2014

Tenista espanhol está há três meses sem jogar por causa da contusão no punho

Fotografia: AFP

Recuperado de uma apendicite, o espanhol Rafael Nadal pode voltar aos treinos no início de Dezembro, para a preparação para a próxima época. No entanto, o número três do mundo não espera um regresso como o de 2013, quando ganhou dez títulos depois de ter ficado fora das quadras, por sete meses.

“Não, 2013 foi mágico e irrepetível. 2013, não volta”, afirmou o tenista em Manacor, durante a cerimónia que lançou a pedra fundamental da Academia de ténis que pode levar o seu nome.

“Estou dois anos mais velho. Tenho de tentar chegar ao meu máximo. Este ano tive problemas nas costas, depois no pulso e então veio a apendicite. Muitas coisas aconteceram que não me permitiram ter o ritmo necessário para ser competitivo durante todos os meses do ano. O objectivo do próximo ano é que isso (lesões) não ocorra”, explicou o “Touro Miura”, que vai fazer a  estreia em 2015 no ATP 250 de Doha, torneio marcado para acontecer a partir do dia 5 de Janeiro.

Em 2014, Nadal conquistou quatro títulos, incluindo o seu nono Roland Garros. No entanto, por causa dos problemas físicos, teve muitos altos e baixos. O tenista canhoto passou três meses sem jogar desde Julho, por causa de uma contusão no punho. Recuperou-se, mas logo teve de ser operado ao apêndice e ficou fora do ATP Finals, em Londres, nesse mês.

Entre Junho de 2012 e Fevereiro de 2013, Nadal ficou mais de sete meses sem jogar por lesões nos joelhos. Voltou ao circuito em Viña del Mar, em Fevereiro de 2013 e levou dez campeonatos, entre eles dois Grand Slam e cinco ATP Masters 1.000.

Um dos primeiros a acontecer em 2015, o ATP 250 de Doha, no Qatar, não vai ter de que reclamar em termos atrativos. Isso, porque nada menos que o sérvio Novak Djokovic (número 1 do ranking mundial) e o espanhol Rafael Nadal (3)

Entretanto, o primeiro desafio de Nadal em 2015 deve ser o ATP 250 de Doha, no Qatar em que Novak Djokovic já é um dos nomes garantidos. O torneio vai servir de preparação para o primeiro Grand Slam do ano, o Open da Austrália.

Além de Novak e Rafa, mais dois tenistas entre os dez melhores do mundo vão estar em Doha. O tcheco Tomas Berdych (7) e o espanhol David Ferrer (10). O primeiro sequer passou da primeira ronda na única vez em que participou da competição, em 2013. Já o segundo, que disputou o torneio em quatro oportunidades, teve o seu melhor desempenho em 2012, quando foi às meias-finais.